Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Consolidação das dívidas: saiba como juntar todas em uma só na Serasa

Descubra como realizar a consolidação das dívidas em uma só na Serasa e organize suas finanças com um único pagamento mensal!

A consolidação de dívidas é uma estratégia eficaz para quem deseja organizar suas finanças e sair do vermelho. Na Serasa, é possível juntar todas as suas dívidas em uma só, facilitando o pagamento e reduzindo os juros.

Dessa forma, saiba mais informações sobre como funciona este serviço financeiro e os passos necessários para aproveitar essa solução. Continue a leitura para mais detalhes!

O que é a consolidação de dívidas?

Celular com a logo da Serasa na tela
Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com

A consolidação de dívidas é uma estratégia financeira em que o consumidor combina várias dívidas menores em uma única, através de um novo financiamento. Isso geralmente resulta em um novo empréstimo com taxas de juros mais baixas e um prazo de pagamento mais extenso. Essa prática pode facilitar o gerenciamento financeiro e diminuir a carga mensal de pagamentos.

Veja também:

Cobrança do IPVA pode chegar ao fim em alguns estados; entenda

Sendo assim, há diversas razões pelas quais alguém poderia considerar a consolidação de suas dívidas. Confira algumas das principais vantagens:

  • Taxas de juros reduzidas: unificando as dívidas, é possível negociar uma taxa única que seja menor do que a soma dos juros de várias dívidas menores;
  • Simplificação de pagamentos: ao invés de se preocupar com várias datas de pagamento, tudo é consolidado em um único compromisso mensal;
  • Melhoria no score de crédito: manter os pagamentos em dia do novo empréstimo pode contribuir para melhorar seu histórico de crédito.

Como funciona o serviço na Serasa?

Ademais, consolidar suas dívidas na Serasa é um processo simples e direto. Confira abaixo, portanto, o passo a passo para utilizar o serviço.

  • Avaliação das dívidas existentes: inicie listando todas as suas dívidas, incluindo detalhes como saldo devedor, taxas de juros e prazos;
  • Verificação de crédito: verifique a pontuação de crédito, pois ela impactará as condições de empréstimo disponíveis ao requerente;
  • Escolha do produto de empréstimo: avalie as opções de empréstimo pessoal ou garantido oferecidas pelo Serasa;
  • Comparação de ofertas: analise as condições oferecidas por diferentes instituições financeiras e escolha a que melhor se adapta às suas necessidades;
  • Solicitação e aprovação do empréstimo: após selecionar a opção mais vantajosa, formalize a solicitação e aguarde a aprovação;
  • Quitação das dívidas: utilize o recurso do novo empréstimo para liquidar todas as dívidas anteriores.

Por fim, esses passos permitem que o consumidor centralize suas obrigações financeiras e potencialmente reduza o montante total de juros pagos.

Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com