Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Conta de luz mais barata: bandeira verde já está valendo

0

Na sexta-feira, 29 de abril, em Brasília, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que em maio a bandeira tarifária em vigor é a verde e a mudança contemplará todos os consumidores do Sistema Interligado Nacional, que engloba a maior parte do Brasil.

Dessa forma, de acordo com a agência, esse mês não haverá cobrança extra na conta de luz.

Segundo a Aneel, desde o fim do período de escassez hídrica, que teve vigência entre setembro de 2021 a abril de 2022, é a primeira vez que a bandeira verde é anunciada para todos os consumidores.

É provável que você também goste:

Cobrança errada: como receber 60 meses de ICMS de volta na conta de luz?

Conta de luz terá aumento de 20% em 4 estados; confira quais são

Bandeiras tarifárias na conta de luz

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela Aneel em 2015 e indica o custo real da energia gerada, provocando o bom uso da energia elétrica por parte dos consumidores. O acionamento das bandeira tarifárias têm como base o cálculo que considera, especialmente, dois fatores, sendo eles:

  • Risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês), que é o risco climático que existe na atividade das usinas hidrelétricas, isto é, se não chove, as usinas têm sua capacidade de produção de energia diminuída; e
  • Preço de energia (PLC).

A bandeira diz respeito aos valores da cobrança adicional na conta luz

  • Bandeira Verde – Condições favoráveis de geração de energia – sem cobrança adicional;
  • Bandeira Amarela – Condições menos favoráveis – R$ 1,874 por 100 kWh consumidos;
  • Bandeira Vermelha – Térmicas ligadas – dois patamares, sendo: um de R$ 3,971 e outro R$ 9,492 para cada kWh;
  • Bandeira Escassez Hídrica – Custo de energia mais caro – R$ 14,20 por 100 kWh consumidos.

Segundo o governo federal, o nível das chuvas nos últimos meses e a adesão de medidas emergenciais proporcionaram a redução e o acionamento das usinas termelétricas, que são mais caras e poluentes que as hidrelétricas.

“Com a redução de custos, o Governo Federal antecipou o fim da bandeira escassez hídrica para 15 de abril. E mais, com a manutenção das atuais condições de chuva, a perspectiva é de bandeira verde até o final do ano”, divulgou o Ministério das Minas e Energia.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Gabriel_Ramos / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar