Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Contas digitais têm rendido com liquidez acima da poupança: conheça algumas opções

Descubra quais são as melhores contas digitais para fazer o seu dinheiro render.

0

Todos sabemos que o antigo padrão das poupanças tem sido vencido pela facilidade das contas digitais e seus benefícios. A possibilidade de fazer tudo com um clique e saber em tempo real o quanto um investimento rende sem dúvida chama a atenção.

A poupança nunca foi considerada como um investimento, afinal seus reajustes baixos e possibilidade quase nula de rentabilidade positiva formam uma escolha apenas “aceitável” para não deixar o dinheiro em casa.

É provável que você também goste:

Até quando está valendo o rendimento de 210% do CDI no PicPay?

Após ano de arrecadação recorde, poupança tem maior saque da história

Poupança teve pior rendimento em 18 anos e perde até para a inflação

Contudo, as novas contas digitais oferecem possibilidades que fazem com que o dinheiro parado do cliente possa realmente ser trabalhado como um investimento com rentabilidade em tempo real. 

A poupança paga no momento uma rentabilidade de 70% da taxa Selic, o que significa que o dinheiro deixado na poupança vai continuar a perder valor ao longo dos anos. 

Por outro lado, as contas digitais têm como padrão o pagamento de 100% do CDI, ou até mais. Isso faz com que o valor monetário cresça enquanto mantém o poder de compra, o que supera a inflação e tem ganhado a preferência dos clientes. 

Portabilidade de salário 

Além de ser uma ótima opção para guardar as reservas de emergência, as contas digitais são uma boa alterativa para quem vai receber o salário. Sendo assim, a portabilidade de salário para contas digitais vem se tornado uma prática comum. 

Bancos físicos tendem a cobrar uma taxa mensal de manutenção para a conta corrente ou conta salário, por isso fazer a portabilidade do salário pode significar uma economia em taxas e despesas; afinal as contas digitais não costumam cobrar por este serviço.

Contas digitais não são investimento

Embora as contas digitais tenham uma rentabilidade positiva que as torna mais interessantes do que a poupança, isso não quer dizer que elas são um investimento.

Este tipo de conta serve para manter em mãos uma parte do dinheiro que vai ser usada no dia a dia, mas para investimentos é recomendável procurar uma corretora para ter acesso a opções mais interessantes e que possam se adequar aos objetivos do cliente. 

Principais opções das contas digitais

Embora o mercado ainda seja pequeno, algumas fintechs vêm se destacado no mercado por apresentarem opções vantajosas e realmente conseguirem manter o interesse do público. 

Algumas fintechs tem contas digitais que são reconhecidas pelo Fundo Garantidor de Crédito. Assim, mesmo no caso da empresa vir a falência, os clientes estão segurados com relação aos valores em conta, desde que os valores sejam de até R$ 250 mil por CPF em cada conta. As contas digitais que oferecem esta segurança são: 

  • Alt.Bank
  • Nubank
  • Original

Já outras fintechs preferem manter o dinheiro dos clientes separado do patrimônio da empresa e aplicar em títulos públicos para garantir a rentabilidade positiva. Entre as contas digitais que se destacam nesse modelo, temos:

  • Digioconta
  • Pagbank
  • PicPay

As duas formas são consideradas bastante seguras, cabe então ao cliente escolher aquela que melhor se enquadra nas suas necessidades e planejamento; embora de forma geral o efeito prático represente pouca diferença entre elas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...