Criptomoedas: dicas essenciais para quem quer começar a investir

0

Volatilidade parece ser a palavra que define os investimentos em criptomoedas, que ainda é uma novidade para a maioria das pessoas. Apesar do sobe e desce no valor, não é impossível aprender e se dar bem nesse mercado que pretende movimentar 2020. O preço do Bitcoin, por exemplo, já subiu mais de 30% nos dois primeiros meses do ano.

É provável que você também goste:

Quem cancela o cartão de crédito do Nubank consegue ser aprovado novamente?

Bolsonaro vai aumentar o limite de faturamento para MEI em 2020?

Como cuidar da sua coleção de moedas das Olimpíadas para venda

Criptomoedas: dicas essenciais para quem quer começar a investir

Mas, como se dar bem nesse mercado? Daniel Coquieri, COO da BitcoinTrade, corretora especializada no mercado brasileiro, explica que para investir em criptomoedas, é preciso estar disposto a correr riscos. “Como o mercado de criptomoedas funciona sem restrição de dias e horários, a variação acaba sendo maior que o mercado de ações tradicional, por conta da agilidade. Uma hora pode ter uma super valorização e na outra uma queda. E é preciso entender que às vezes, aquele dinheiro investido pode ser perdido”, explica Coquieri.

Confira algumas dicas para entender melhor sobre o assunto:

Conhecer o mercado: Para começar investir em criptomoedas é importante conhecer um pouco do mercado, saber o que é, como funciona, estudar bastante através dos portais de notícias e blogs, como o da BitcoinTrade.

Criar uma conta: Crie uma conta em uma carteira digital, que nada mais é que um software com chaves criptografadas que te permite realizar transações.

Não investir em um lugar só: Distribua seu dinheiro em diferentes tipos de investimento. Por exemplo, se você tem mil reais disponíveis, não compre tudo em bitcoins. Compre um parte em moedas digitais, outra em renda fixa, ações imobiliárias e etc.

Atenção com golpes: Cuidado com pirâmides e fórmulas secretas. É importante tomar cuidado para não cair em golpes, e-mails falsos. Lembre-se: exchanges sérios não irão pedir dados pessoais por e-mail ou telefone.

Compre de corretoras: Comece comprando de corretoras, como a BitcoinTrade, especializada nesse mercado brasileiro, que te trará respaldo e segurança para seu investimento.

“Apesar de não ser um mercado com uma legislação regulamentada, é um tipo de investimento seguro e que as pessoas podem apostar. Esse ano promete ser movimentado com eventos como halving, que são propícios para atrair mais interessado”, ressalta Coquieri. Ele ainda finaliza com o alerta de que é importante sempre checar a quanto tempo a corretora atua no mercado, transparência e também reputação.

Sobre a BitcoinTrade

A BitcoinTrade é uma corretora de criptomoedas inteiramente voltada para o mercado brasileiro. Criada em 2017 por Carlos André Montenegro e Daniel Coquieri, a startup oferece em seu portfólio a possibilidade de investir em Bitcoin, Litecoin, Ethereum, Bitcoin Cash e Ripple. Por meio de uma plataforma robusta e segura, a empresa permite que tanto pessoas físicas quanto jurídicas operem em seu sistema. A startup é ainda a primeira corretora de criptomoedas no Brasil a possuir importantes certificações internacionais, como a PCI DSS, que prevê a proteção da privacidade dos usuários e da confidencialidade dos dados de pagamento.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Jaruwan Jaiyangyuen via shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais