O simples fato de ter o nome negativado pode complicar a vida em muitas coisas. Primeiramente, não se consegue crédito em lugar nenhum, e fica bastante complicado para conseguir cartão de crédito, empréstimos e financiamentos e até mesmo abrir uma conta bancária. Se você possui dívidas atrasadas e/ou negativadas com o Banco do Brasil, vamos mostrar aqui como você pode estar renegociando essas dívidas e saindo de uma vez por todas do vermelho.

É provável que você também goste:

Dicas para começar a juntar dinheiro hoje mesmo com pequenas mudanças na rotina.

Planos de saúde podem ficar mais baratos para idosos a partir de 2020.

Atenção: limpe seu nome no BB, Caixa, Itaú e outros bancos até dia 31.

Dívida com Banco do Brasil? Como quitar e limpar o nome no SPC e Serasa

Como renegociar dívidas com o Banco do Brasil

O Banco do Brasil oferece um canal exclusivo para quem deseja renegociar as dívidas em atraso. Entre aqui neste website.

Além do site, é possível também renegociar as suas dívidas de outras formas. Você pode utilizar um dos canais de atendimento BB:

  • Agências BB, horário de atendimento de cada dependência;
  • Diretamente pelo App, 24h por dia;
  • Internet Banking 24 horas por dia;
  • Whatsapp;
  • CRBB, horário de 08h às 22h.

Ao renegociar os valores à vista, sem desconto, o seu nome é retirado do cadastro dos órgãos de proteção de crédito, Serasa e SPC, em cinco dias úteis após o pagamento.

Entretanto, se você renegociar com parcelamento, durante a vigência do acordo, ocorrerá a suspensão dos limites do cartão de crédito e outras linhas de crédito até que ocorra o pagamento total da dívida e a retirada do nome dos órgãos de proteção de crédito o que pode ocorrer em até 5 dias úteis após o pagamento da primeira parcela.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress/shutterstock.com