Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Em ranking de moedas que mais crescem, Real sobe de 116º para 12º

A lista inclui 120 países e levou em conta a valorização das moedas desde o começo de 2021 até aqui.

0

Em praticamente todo o ano de 2020, o Real ficou no topo da lista das piores moedas do mundo. Essa posição ruim se deu por conta da tendência de perda de valor frente ao dólar. Entretanto, em 2021, o Real mudou sua colocação no ranking, e subiu do 116º lugar para o 12º.

É provável que você goste também:

Alerta: Malwares maliciosos de criptomoedas crescem 4 vezes em um mês

Ainda vale a pena deixar o dinheiro parado na conta do Nubank?

Anitta promete intervir no aumento de limite no Nubank

Em ranking de moedas que mais crescem, Real sobe de 116º para 12º

De acordo com o ranking realizado pela agência brasileira de classificação de risco Austin Rating, o Real está em 12ª lugar. A lista tem em sua composição 120 países e levou em conta a valorização das moedas desde o começo de 2021 até aqui. A partir do crescimento do Real, pode-se dizer que o Dólar caiu 3,1% frente ao Real, desde o início de 2021. 

O desempenho do Real é semelhante ao de outras moedas que também estão se recuperando. É o caso do Rublo, da Rússia, que, em 2020, caiu 16,5% frente ao dólar. Já em 2021, a moeda russa acumula um ganho de 2,8%, e se encontra em 16º lugar. Já o Rand sul-africano é a sexta moeda da lista, e subiu 3,4%.

Em 2020, o Real encerrou o ano como a 6ª moeda que mais perdeu valor no mundo. Ele caiu 22,4% em relação ao Dólar. No mesmo ano, a lista contou com 121 países, e o Real ficou na frente apenas do peso argentino; do Kwacha, da Zâmbia, e do Bolívar da Venezuela.

Economia se fortalecendo

Após chegar perto dos R$ 5,90 em março, o Dólar começou a perder força diante do Real, após uma série de tensões econômicas. Atualmente, a moeda norte-americana está com cotação na faixa dos R$ 5 e, desde o pico, a queda já é de 14%.

Mas o que contribuiu para essa virada no jogo? De acordo com economistas, há uma importante melhora nas perspectivas para o PIB do Brasil. Além disso, a dívida do país não deve mais ficar tão pesada quanto se imaginava por conta dos gastos da pandemia. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: cesarvr / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...