Durante essa fase de isolamento social por conta da pandemia, a cada dia surgem novos golpes, envolvendo aposentados do INSS e beneficiários do FGTS e auxílio emergencial, somente como exemplo. Como se não bastasse isso tudo, criminosos estão aplicando golpes através de boletos enviados por e-mail. Saiba como se prevenir e não cair em mais essa modalidade de golpe.

É provável que você também goste:

10 coisas que ainda faltam no Nubank e que você gostaria muito que tivesse

Caixa amplia pausa estendida nos financiamentos para 180 dias, mas não é automático

Auxílio Emergencial: como liberar a conta bloqueada no Caixa Tem

Golpe do boleto falso faz novas vítimas na internet. Saiba como se prevenir

Com a aceleração da digitalização com a pandemia, cada vez mais as empresas deixam de usar os serviços dos Correios e enviam boletos por e-mail para os seus clientes.

Neste sentido, a Febraban – Federação Brasileira de Bancos afirmou que tem feito um grande esforço para evitar que aconteçam golpes. Somente durante a quarentena, as instituições financeiras chegaram a registrar um aumento de até 70% nas tentativas de golpes financeiros digitais.

“Os bancos investem cerca de R$ 2 bilhões por ano em sistema de tecnologia voltados à segurança da informação, que inclui o desenvolvimento de ferramentas para evitar tentativas de fraudes e garantir confidencialidade dos dados de seus clientes, além de promover campanhas de esclarecimentos à população”, informa em nota.

Entretanto, eles recomendam a adoção de uma postura vigilante para evitar cair em golpes.

Confira algumas dicas para evitar cair no golpe do boleto falso:

Forma de recebimento do boleto

Um boleto falso pode ser enviado por e-mail, SMS, ou até mesmo pelo WhatsApp. Portanto, desconfie sempre ao receber o seu boleto. Caso seja necessário, vá diretamente no App do seu cartão de crédito, por exemplo, para conferir se a fatura corresponde a recebida. O mais seguro é sempre conferir através do canal oficial para evitar cair no golpe do boleto.

Fique atento aos dados

Por muitas vezes, boletos oriundos de fraudes, apresentam erros de português, falhas na formatação e não apresentam os dados completos do beneficiário. Enfim, você deve sempre verificar se o nome do beneficiário, o CNPJ e a data de vencimento correspondem ao boleto. Caso você perceba qualquer problema, entre em contato imediatamente com a empresa emissora e reporte a situação.

Confira o valor do boleto

Verifique o valor do boleto. Caso as informações não correspondam, desconfie. Normalmente, os últimos dígitos do código de barras são iguais ao valor do documento.

Verifique os dados do beneficiário

Você também deve dar uma boa conferida nas informações do beneficiário, sempre que elas estiverem inclusas do documento. De posse destas informações, vá diretamente em sites do governo que a empresa é aquela que você está efetuando o pagamento.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: sebra via shutterstock

Sobre o Autor

Eduardo Mendes

Cofundador

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. CoFundador do site Seu Crédito Digital.

Ver todos os artigos