Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Alerta ligado! Golpes com Pix disparam em seis meses

De acordo com dados de um levantamento, de janeiro a junho deste ano ocorreram 844.821 tentativas de golpe envolvendo o Pix. Saiba mais.

0

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

De acordo com dados de um levantamento realizado pela PSafe, empresa de cibersegurança, de janeiro a junho deste ano, ocorreram 844.821 tentativas de golpe envolvendo o Pix.

Em contrapartida, no primeiro semestre do ano passado, ocorreram 65.433 tentativas de golpe, um crescimento de 1191%.

Segundo Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança da PSafe, os cibercriminosos se aproveitam de funcionalidades em alta para aplicarem seus golpes. Dessa forma, eles usam o Pix por ser um meio de pagamento que se tornou popular no país.

Pix já é o queridinho dos brasileiros

O Pix se tornou mesmo o queridinho do brasileiro, pois o número de transações feitas por ele teve um aumento de 275% no primeiro semestre de 2022 em comparação com o mesmo período do ano passado.

Portanto, de janeiro a junho deste ano foram efetuadas 8.247.165.611 operações, contra 2.307.611.468 no mesmo período de 2021. Assim, as tentativas de golpe tiveram um crescimento ainda maior que a própria adesão à funcionalidade desenvolvida pelo Banco Central.

O Pix começou a ser operacionalizado no final de 2020 e rapidamente ganhou popularidade no país. De acordo com uma pesquisa recente da da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) a quantidade de usuários do Pix alcançou 51 milhões em março, o que significa um aumento de 72%.

Além disso, o número de usuários que efetuaram mais de 30 Pix mensais teve um aumento de mais de 800% no mesmo intervalo.

Dicas de segurança

  • Ao efetuar um Pix, é indicado cadastrar a conta recebedora no aplicativo do banco para evitar fazer transações para chaves inseguras;
  • Evitar clicar em links para realizar uma transferência;
  • Se precisar receber um Pix de uma pessoa desconhecida, enviar uma chave aleatória;
  • Usar o CPF e dados pessoais somente para pessoas conhecidas;
  • É indicado possuir uma solução de segurança que identifique links maliciosos em tempo real no WhatsApp, Messenger, SMS, Facebook e navegador, como um antivírus. Essa solução é eficiente contra o golpe do Pix pois detecta tentativas de clonagem no WhatsApp e emite um alerta sempre que alguém tenta acessar sua conta.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar