Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Guiabolso lança campanha que avisa se consumidor está pagando tarifa por serviço que não usa

0

Você sabe se está pagando tarifa de serviço que não usa? A maioria dos brasileiros não usam todos os serviços que a sua cesta de tarifas bancárias oferecem. Por isso, o aplicativo Guiabolso fez uma pesquisa e concluiu que 99,35% das pessoas economizariam caso trocassem suas atuais cestas bancárias pelo pacote essencial. Este pacote, por lei, deve ser gratuito e o cliente paga de forma avulsa por serviços essenciais.

Leia mais:

Cade abre investigação contra Mastercard, Visa, American Express e Elo.

Mercado Livre investindo pesado para entregar produtos no mesmo dia.

Guiabolso: qual o risco de conectar a sua conta bancária ao aplicativo?

Guiabolso implementa solução que avisa se consumidor está pagando tarifa de serviço que não usa

“Os consumidores não têm usado tudo o que o seu pacote de tarifas oferece. Mesmo se utilizasse o serviço essencial e tivesse de pagar individualmente pelas transferências TED e DOC, saques a mais e emissão de cheque, seria mais barato sair da cesta atual”, diz o CEO do Guiabolso, Thiago Alvarez.

Sendo assim, o Guiabolso lançou uma campanha que avisa a todos os usuário do app sobre o quanto estariam economizando caso reduzissem o pacote de tarifas. Os avisos se você está pagando tarifa de serviço que não usa aparecem na aba “Guia”, dentro do app.

Os usuários que estão pagando tarifa de serviço com custo elevado são avisados pelo sistema de inteligência artificial do app, que consegue filtrar essa informação. “A ideia é ser um gatilho pra que a pessoa aja de forma rápida. Pra encurtar o processo, vamos colocar um botão no próprio alerta do app para o usuário ligar no banco dele e negociar a taxa”, explica o CEO do app. A campanha do app com os avisos se encerra no dia 29.

Maior parte das pessoas não sabem o quanto gastam

O GuiaBolso selecionou, na segunda parte da pesquisa do app, um grupo para verificar a percepção sobre o valor cobrado pela cesta de tarifas. Do total, 43% afirmou que não sabe quanto paga pelo serviço. Entretanto, isso não quer dizer que o restante sabe sobre o quanto está gastando.

Quando confrontado o valor que a pessoa afirma pagar e quanto de fato está pagando, 37% das pessoas erraram a quantia. “Não costumamos nos atentar à tarifa da cesta porque ela parece pequena. Mas por que pagar por algo que você não tem utilizado?”, questiona Alvarez.

Metodologia da pesquisa

A pesquisa se baseou nos dados de 93.137 usuários do app e concluiu que um a cada quatro participantes da pesquisa gasta mais que 40 reais todos os meses com serviços da cesta bancária. O que significa que, juntas, estas pessoas deixam de economizar 534 milhões de reais em um ano.

Afim de fazer o cálculo, a pesquisa ainda avaliou o comportamento do consumidor durante um mês. Ou seja, se o usuário do aplicativo fez dois saques e um TED, o cálculo considerou somente o valor desses serviços e o comparou com o que o consumidor paga pela cesta de tarifas. Foram incluídas as cinco principais cestas dos maiores bancos do país na pesquisa: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander.

Pacote essencial

Por fim, o Banco Central define que o pacote essencial gratuito inclui:

  • Fornecimento de cartão de débito e da sua segunda via;
  • Dez folhas de cheques por mês e compensação de cheques;
  • Até quatro saques por mês;
  • Até dois extratos por mês via terminal de autoatendimento;
  • Realização de duas transferências por mês entre contas na própria instituição;
  • Consultas pela internet.

Os bancos são obrigados a oferecer o pacote essencial entre as opções de cestas no momento de abertura da conta. Mas infelizmente essa informação não aparece de forma clara no contrato, segundo o Guiabolso. “É difícil exigir transparência em um sistema que historicamente não age a favor do consumidor. A ideia é empoderar a pessoa e fazer com que ela mude a maneira como se relaciona com esse sistema”, conclui Alvarez.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Comentários
Carregando...