Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

iFood Benefícios: iFood lança cartão de vale-alimentação e vale-refeição

Ao realizar a compra, o usuário pode escolher o cartão de benefícios, ou ainda, outra forma de pagamento.

0

Ao buscar entrar no mercado de benefícios, o iFood anunciou na última terça-feira (15) um cartão de vale refeição (VR) e vale-alimentação (VA). Com bandeira Elo, o iFood Benefícios pode ser usado nos mais de 270 mil restaurantes e mercados parceiros do iFood, bem como em 4 milhões de lojas que aceitam a Elo.

É provável que você goste também:

Melhores opções de empréstimos para MEI

C6 Bank chega a todos os municípios do Brasil em menos de dois anos

iFood tem vagas de emprego disponíveis em junho

iFood Benefícios: iFood lança cartão de vale-alimentação e vale-refeição

O cartão é chamado de iFood Benefícios e pode ser acessado por meio de um app exclusivo (disponível para Android | iOS). Nele, o cliente pode receber o valor do benefício, assim como pode receber no app de entregas do iFood (disponível para Android | iOS).

Ao realizar a compra, o usuário pode escolher o cartão de benefícios, ou ainda, outra forma de pagamento. A fintech gaúcha paySmart vai usar a sua tecnologia para disponibilizar o serviço. Ademais, para dar maior segurança contra fraudes e roubos, a fintech usa solução de tokenização.

De acordo com a diretora do iFood Benefícios, Paula Rabelo, “queremos que o colaborador use o benefício de VA e VR da maneira que faça sentido para ele e com autonomia”. Além disso, a diretora afirma “trazemos uma plataforma digital simples, em que o usuário em um único aplicativo faz a gestão do seu benefício ou do seu saldo. Ele escolhe se quer usar no delivery, se quer ir no estabelecimento ou se quer usar como meio de pagamento”.

Em suma, o iFood não cobra taxas de pequenas e médias empresas, já que os mesmos costumam ter problemas para oferecer benefícios desse tipo aos seus funcionários. Paralelo a isso, o usuário também não tem taxas. De acordo com Rabelo, o objetivo não é esse. “No fim do dia, o que estamos fazendo é trazer mais usuários para o ecossistema do iFood”, afirma a diretora.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...