Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

IR: confira aqui o calendário oficial da restituição 2024

O calendário de restituição do Imposto de Renda 2024 tem início no dia 31 de maio. Confira o cronograma completo!

No dia 15 de março, tem início o prazo para envio da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Assim, os contribuintes têm até o dia 31 de maio para enviar o documento à Receita Federal. Dessa forma, assim como no ano passado, quem optar pelo modelo pré-preenchido ou solicitar a restituição via PIX terá prioridade no recebimento da restituição.

Além disso, a Receita Federal organiza a fila de restituições seguindo a data de entrega das declarações. No entanto, existem alguns grupos prioritários que recebem a restituição antes dos demais, mesmo que tenham entregado suas declarações nos últimos dias do prazo.

Veja também:

Bebida em pó: A cerveja que pode revolucionar o mundo das bebidas!

Calendário oficial de restituição do Imposto de Renda 2024

Portanto, têm prioridade no recebimento do Imposto de Renda as pessoas que se encaixam na seguinte ordem:

  • Idosos a partir de 80 anos;
  • Idosos com idade entre 60 e 79 anos;
  • Pessoas com deficiência física ou mental ou moléstia grave;
  • Que tenha a maior fonte de renda advinda do magistério;
  • Aqueles que optaram pela declaração pré-preenchida e/ou optaram por receber a restituição via Pix.

Assim sendo, confira o calendário oficial de restituição do Imposto de Renda em 2024:

  • 1º lote: 31 de maio;
  • 2º lote: 28 de junho;
  • 3º lote: 31 de julho;
  • 4º lote: 30 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.
No centro de notas de 100 e 200 reais, celular com logo da Receita representando a restituição do IR.
Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com

Quem deve enviar a declaração do IR

Por fim, confira quem são os contribuintes obrigados a enviar a declaração do Imposto de Renda neste ano:

  • Receberam mais de R$ 30.639,90 em 2023;
  • Tiveram movimentação acima de R$ 40 mil na bolsa de valores
  • Possuem bens, cujo valor seja a partir de R$ 800 mil;
  • Tiveram uma receita bruta anual na atividade rural maior que R$ 153.199,50;
  • Obtiveram rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte no valor de mais de 200 mil, como bolsas de estudo e indenizações trabalhistas.

Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com