Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

MEI: Bancos digitais e fintechs miram neste público com rapidez e crédito facilitado

Bancos Digitais e fintechs crescem e miram nos MEIs

0

A crise econômica veio forte, especialmente em virtude da pandemia de Covid-19. Com isso, o desemprego teve um aumento recorde de 14,7%. Todavia, houve uma crescente nunca antes visto em relação ao número de novos microempreendedores individuais, os famosos MEIs. No ano passado, foi observado uma marca de 11,3 milhões de empresas novas nesse setor.

É provável que você também goste:

Empréstimo no Caixa Tem: você pode conseguir até R$ 5 mil

Grupo de Pix: esquema estilo pirâmide financeira é uma furada

Seja membro

Banco Inter oferece cashback em cartões de crédito para MEI e PJ

Analisando o período de janeiro a março de 2021, houve a inscrição de mais de 500 mil MEIs. Sendo assim, fica bem visível que a saída que milhões de brasileiros estão achando para superar a pandemia, é começar o próprio negócio.

Diante deste cenário, os bancos digitais e as fintechs, que são empresas que oferecem serviços financeiros tecnológicos, por meio de aplicativos ou atendimento digital, estão interessados nesse público.

As fintechs tentam sair na frente dos bancos, em especial daqueles que são considerados potências, disponibilizando novas funções para agilizar os seus serviços. Com essas novidades, pesquisas recentes já mostram que esses empreendedores estão em busca dessas empresas mais modernas.

Crescimento dos bancos digitais

BANCO ORIGINAL

O Banco Original teve em seu sistema um aumento de mais de 50% no setor de clientes para pessoas jurídicas, de acordo com os últimos 12 meses. Ele não fala do total exato, apenas da uma média, que da para se basear bem. Os seus representantes falam que um de seus setores recém-lançados, que tem relação com o crédito pessoal, teve cerca de mais de 70 milhões de contratos em menos de três meses!

BANCO INTER

Banco Inter divulga que suas plataformas tiveram mais de 450 mil novos clientes, que se encaixam no MEIs e/ou Pessoas Jurídicas. Ao todo, houve um aumento de mais de 100%, em relação a contas digitais e usuários cadastrados. Contudo, o banco ainda não divulgou os números exatos em relação aos cadastros de contas PJ.

FINTECHS

Não falando apenas destes grandes bancos digitais, que tiveram o seu reconhecimento por esse setor; também se faz preciso falar das fintechs, que focam para todos os empreendedores. Neste caso, temos a Cora, que teve um aumento de 6.000% em sua base de clientes. Ainda nessa linha, temos o Linker, porém se torna muito difícil falar sobre o mesmo, pois eles não divulgam seus números.

Um dos diversos pontos positivos destes meios são a praticidade. Você cria uma conta com uma velocidade nunca antes vista. Isto é, hoje, um dos grandes pontos positivos dos bancos digitais e fintechs, com relação aos bancos tradicionais que recebem grandes críticas por causa da demora na criação de contas. Dessa forma, Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil estão se reinventando muito rápido para que não ficar para trás.

Bancos apostam na oferta do PIX

Alguns bancos chegam a oferecer PIX para os microempreendedores, de forma gratuita. O Linker, nesse quesito, fica para trás. Apesar de ainda não oferecer essa opção, porém, os seus diretores, estão em intensas reuniões para conseguir trazer a opção para seus clientes. Outra proposta é o pagamento por maquininhas de cartão.

O Banco Original, que já foi citado, já conta com a opção de parcerias com as credenciadores, para que seja possível a implantação de maquininhas que ofereçam algo para o serviço do banco. A Cora, grande concorrente, não tem lançado nenhuma opção para esse setor, mas já trabalha para suprir esse desfalque.

Créditos e seus modelos oferecidos

De acordo com levantamentos feitos pelo Sebrae e o Banco Central, a taxa média de empréstimos que foi cobrada para as grandes empresas foi de 6,5% em 2020. Já para os MEIs, foi de 38,5%. Por isso, querendo atender a este público, que as fintechs direcionam forças, pois oferecem uma linha especial para estes clientes. Sendo assim, vários bancos se adaptaram as novidades, para que assim, consigam conquistar mais clientes.

Hoje, temos um desafio importante de conscientizá-lo para aderir. Porque quando ele adere e fornece seus dados, ele permite que possamos ser mais assertivos em produtos e serviços e na concessão de crédito“, afirma Raul Moreira.

O representante da Cora, também afirma que no momento, não tem nenhuma solução para este problema, contudo, andam trabalhando bastante para conseguir suprir essa necessidade. “Estamos testando um piloto que vai funcionar melhor do que ficarmos olhando quanto aquele cliente tem de score nos birôs de crédito, vamos olhar mais para quanto ele transaciona na Cora“, pontua Igor Senra.

Cora em relação aos concorrentes

Neste contexto, os executivos falam bastante da Cora, apontando suas diferenças em relação aos concorrentes, tendo um grande número de serviços de atendimento personalizados. “A maioria dos clientes que nos indicam foram os que caíram no nosso atendimento“, afirma.

No Banco Inter, o cliente passa por um processo, até que sua conta PJ seja realmente aprovada. Chalub, atual Diretor de Conta Digital e Meios de Pagamento do Inter, conta que há sim linhas de crédito e soluções de antecipação de recebíveis competitivas para esse público. “As taxas são muito competitivas. Nós acreditamos em oferecer taxas eficientes para esses clientes e já nascemos sem tarifa”, comunica o mesmo.

Como algumas empresas ainda buscam soluções para este problema, David Mourão, afirma: “respeitem o momento da empresa, quando muitas estão começando e ainda não têm um histórico financeiro“; “Nossos primeiros movimentos para ajudar o empreendedor a ter sucesso são baseados na redução de custos. A conta é gratuita, facilitamos o acesso, tiramos a burocracia“, conclui o mesmo.

Como já vimos, muitos bancos ainda tem sérias restrições, contudo, os mesmo estão trabalhando para melhorar isto e trazer mais facilidade para seus clientes. Em especial, os MEIs. Por isso, tenham paciência e calma, pois as ideias estão sendo processadas e analisadas para melhor atender a todos os empreendedores.

Com informações de Valor Investe 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.