Meu INSS: agora MUITO mais simples e não exige senha para acompanhar benefício

0

O site Meu INSS mudou e agora está muito mais simples, pois não exige mais senha para que você possa acompanhar seu benefício. Além disso, o caminho para se chegar até a informação sobre o status do benefício está mais curto.

É provável que você também goste:

Aprovado: Relatório torna 13° do Bolsa Família e BPC Loas permanente.

Reprovado no Nubank? Descubra 5 cartões de crédito para score baixo.

As 5 franquias mais famosas do Brasil e o valor de investimento.

Na nova versão do Meu INSS, disponível desde o fim de fevereiro, está muito mais simples conferir o andamento de pedidos de aposentadorias, auxílios-doença ou pensões. Para verificar o andamento do seu benefício, basta acessar a página Meu INSS e clicar na opção “Agendamentos / Solicitações”, conforme imagem abaixo.

Meu INSS
Imagem: Meu INSS

Em seguida, é necessário informar apenas 3 informações básicas: seu nome completo, seu CPF e sua data de nascimento. Após isso, clique no quadradinho com a informação “Não sou um robô” e, logo depois, clique no botão “CONTINUAR SEM LOGIN”. Confira o exemplo na imagem abaixo.

Meu INSS
Imagem: Meu INSS.

Na tela seguinte, o beneficiário terá acesso às fichas com todos os requerimentos feitos ao INSS. Entretanto, no caso de benefícios que ainda estão pendentes de análise, a ficha indicará que o atendimento é à distância e que a ficha ainda está em análise.

Vantagens do acompanhamento no Meu INSS

Esse acompanhamento pelo site Meu INSS tem a vantagem de, principalmente, permitir ao beneficiário receber o primeiro pagamento e seus atrasados mais rapidamente. Afinal, a carta que o INSS envia ao beneficiário geralmente leva algumas semanas para chegar ao destinatário. Por outro lado, em caso de negativa do benefício, o segurado poderá se antecipar e já entrar com um recurso à Previdência.

Por fim, vale lembrar que o prazo para contestação de benefício negado é de apenas 30 dias após o comunicado do resultado da análise. Após esse prazo, é necessário refazer o pedido de benefício para tentar obter a concessão pela via administrativo (ser recorrer à Justiça).

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: rafapress, via Shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar