Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Ministério da Cidadania vai fazer parceria com os Correios para facilitar cadastro no Auxílio Emergencial

0

Os Correios e o Ministério da Cidadania estão planejando fazer uma parceria até a próxima semana, com o objetivo de facilitar o acesso ao auxílio emergencial de R$ 600 para os brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus. O cadastro no site ou aplicativo fica disponível até 2 de julho.

Você também vai gostar de:

Auxílio emergencial: após fila de espera no App e aglomerações nas agências, Caixa lança nova versão do Caixa Tem

Governo pretende congelar salários e partir para privatizações no segundo semestre

Cliente do Bradesco descobre pelo WhatsApp que teve conta encerrada e ganha indenização na Justiça

Ministério da Cidadania vai fazer parceria com os Correios para facilitar cadastro no Auxílio Emergencial

A parceria entre Ministério da Cidadania e Correios está sendo organizada para a próxima semana. O objetivo é que os cidadãos brasileiros com direito ao auxílio emergencial de R$ 600 consigam realizar o cadastro através da estatal. Mas para que isso seja possível, os Correios ainda precisam ajustar questões técnicas.

Até o fim da tarde desta quinta-feira (7), a Caixa Econômica Federal pagou o valor de R$ 35,5 bilhões do benefício para mais de 50 milhões de pessoas. Mas o número vai aumentar ainda mais, pois 17 milhões de CPFs estão em fase final de aprovação para receber o benefício. Com isso, com apenas a primeira parcela do auxílio emergencial paga, o valor total deve chegar a R$ 41,5 bilhões.

Por enquanto, o Nordeste é a região do país que mais recebe o auxílio, com 37% do total de beneficiados. As outras regiões do país aparecem na ordem:

  • Sudeste, com 34,9%
  • Norte, com 11%
  • Sul, com 9,9%
  • Centro-Oeste, com 6,8%

O que diz o Ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni sobre o auxílio emergencial

O ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni afirmou que até o fim da próxima semana as avaliações e pagamentos da primeira parcela devem ser finalizados. “Vamos chegar a cerca de 58 milhões de pessoas com o benefício creditado. Completando em torno de 98% da primeira fase, com todos os que requisitaram o auxílio em abril”, disse o Lorenzoni. 

O ministro também comentou: “Essa cobertura deve chegar a mais de 100 milhões de pessoas. Significa que, em um mês, o Brasil proporcionou uma cobertura de metade da sua população”.

Contudo, muitas pessoas ainda enfrentam dificuldade para realizar o cadastro. “Não descansamos quando sabemos que algumas pessoas correm o risco de não receber o recurso. Temos que encontrar uma solução”, avaliou Antônio José Barreto, secretário-executivo do Ministério da Cidadania. Por isso, a parceria com os Correios é essencial para quem não tem suporte na hora de fazer o cadastro para receber o Auxílio Emergencial. 

Barreto ainda acrescentou que: “A solução conveniada com os Correios, para aqueles que não têm alguém que ajude a cadastrar, ou seja, os ultravulneráveis, é para que ele consiga acessar uma rede complementar à da Caixa, que está numa grande missão, e permitir que a pessoa possa se cadastrar e acessar igual a todos que pediram pelos meios digitais”.

O que dizem os Correios sobre a novidade

Em nota oficial, os Correios deixaram claro que ainda não é possível realizar os cadastros nas agências pois é preciso realizar ajustes em procedimentos e questões técnicas. “Dessa forma, as agências dos Correios ainda não estão aptas a realizar qualquer serviço relacionado ao auxílio emergencial”, conforme comunicado.

Enfim, gostou da novidade sobre a parceria do Ministério da Cidadania com os Correios?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Jo Galvao via shutterstock

Comentários
Carregando...