Open Banking vai permitir trocar de banco e continuar com o mesmo limite de crédito

Live do Seu Crédito Digital discute sobre Open Banking e privacidade de dados

0

Open Banking vai permitir trocar de banco e continuar com o mesmo limite de crédito. Em mais uma live do Seu Credito Digital, nossa equipe discutiu sobre o Open Banking, e como essa prática permite que você possa trocar de banco e continuar com o mesmo crédito. Assim, é possível fazer uma espécie de portabilidade com outras instituições financeiras. Por exemplo: você tem um bom relacionamento com um banco, mas quer mais limite no seu cartão de crédito Nubank. Nesse caso, você abre os seus dados e faz uma portabilidade para que o Nubank entenda como é o seu perfil nesse banco. Isso é o Open Banking.

É provável que você também goste:

Open Banking vai permitir trocar de banco e continuar com o mesmo limite de crédito

“Tu dá autorização para que uma instituição financeira pegue seu histórico e leve para outro banco”, explica Misael Montana. Atualmente, essa portabilidade de relacionamento não existe. Dessa forma, se você terminar o relacionamento com um banco, fica registrado no Banco Central do Brasil que tal relação acabou em determinado ano, e o vínculo acaba. Então, agora, é possível “puxar” esse vínculo para outro banco. Confira o recorte completo!

Live também abordou questão da privacidade de dados

Toda essa discussão é muito válida, especialmente hoje em dia, em que diversas startups oferecem serviços que muitos bancos tradicionais não têm. Com isso, é possível usar dessa boa relação antigo com um banco, para torná-la aberta para outras instituições.

Durante a live, também foi discutida a questão da privacidade. Em tempos de adaptação à LGPD e também do vazamento de dados de 223 milhões de brasileiros, esse é um ponto a ser considerado. Entretanto, no caso do Open Banking, essa decisão fica somente à cargo do usuário: “Tu decide se libera ou não. E você também pode bloquear que tal instituição não tenha acesso aos teus dados. Mas, claro, é preciso ver na prática se isso vai funcionar”, completa Misael.

Cliente tem opção de não autorizar que informações sejam abertas

Além disso, é importante dizer que, no caso do Open Banking, você tem a opção de não autorizar que seus dados sejam abertos. Essa questão de abrir os dados, afinal, não deve partir somente da instituição financeira, mas também do usuário, que pode enxergar que existem opções:

“Tem gente que passa a vida inteira em uma instituição financeira e não sai. Há uns anos atrás era comum ter esse tipo de cliente. E agora temos um cenário bem diferente, em que vemos muitos players, muitas ofertas, outras empresas se destacando mais, com mais serviços, mais informações. Então é preciso saber qual o seu perfil, o que combina contigo e funciona pra ti. Mas a gente só aprende experimentando”, concluiu Misael.

Enfim, gostou dessa discussão sobre o Open Banking?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

- Publicidade -

Comentários
Carregando...