Um projeto complementar que deve ser votado nesta quarta-feira (1º) no Senado amplia a concessão do auxílio emergencial de R$ 600 a indígenas, pescadores artesanais, taxistas, caminhoneiros e músicos. Além disso, também prevê que pais solteiros sem renda possam receber os R$ 1.200 que serão destinados a provedores de família.

É provável que você também goste:

Bolsonaro sanciona o coronavoucher, auxílio de até R$ 1200/mês para trabalhador informal.

Negativação indevida no SPC e Serasa gera indenização ao consumidor?

Despejos e pagamentos de aluguel podem ser suspensos devido ao coronavírus

Pais solteiros sem renda podem ganhar auxílio de R$ 1200

O objetivo da proposta do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) é, principalmente, contemplar grupos que não estavam incluídos na proposta foi aprovada essa semana no Senado. Além desses grupos, os seguintes grupos também poderão receber o auxílio de R$ 600,00: motoristas de aplicativos não abrangidos no projeto anteriormente aprovado, associados de cooperativas de catadores de materiais recicláveis e de agricultura familiar, entre outros profissionais que eventualmente necessitem desses recursos.

O principal diferencial desse projeto é que ele inclui pais solteiros sem renda entre quem pode receber os R$ 1200,00. Afinal, no projeto anterior, apenas mães solteiras tinham direito às duas cotas. Outra diferença é que, nesse projeto, mães solteiras com menos de 18 anos podem receber o benefício, enquanto que no outro projeto era necessário ser maior de 18 anos.

Conforme o projeto de Alessandro Vieira, os pescadores poderão receber esse auxílio sem perder direito ao seguro defeso.

Projeto também prevê mudanças no BPC

Além de incluir pais solteiros sem renda e outros grupos vulneráveis, o projeto também propõe alterações no auxílio-doença e no BPC. No caso do auxílio-doença, pessoas suspeitas de contaminação pelo coronavírus terão o benefício antecipado. Já a mudança no BPC (Benefício de Prestação Continuada), prevê antecipar para 2020 o aumento no limite de renda. Sendo assim, a proposta objetiva aumentar limite de renda para meio salário mínimo.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: YAKOBCHUK VIACHESLAV, via Shutterstock.