Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PJ tem isenção de tarifa Pix no C6 Bank ampliada de 3 meses para 2 anos

Agora a pessoa jurídica tem mais uma vantagem no C6 Bank: a fintech ampliou o período de isenção de tarifa Pix aos seus cliente com CNPJ.

0

A empresa de meios de pagamentos do C6 Bank, PayGo, está com uma novidade para quem é pessoa jurídica (PJ). Agora, ao invés de 3 meses, tem 2 anos de isenção na tarifa Pix, desde que receba as vendas de produtos e serviços pela conta do C6 Bank.

É provável que você goste também

C6 Bank está prestes a superar o Banco Inter?

Magazine Luiza libera empréstimo de até R$ 31 mil para pagar em até 72x

Aprenda como abrir uma conta no app do C6 Bank

PJ tem isenção de tarifa Pix no C6 Bank ampliada 

A partir dessa novidade, a pessoa jurídica cliente do C6 Bank, ganha 21 meses a mais de isenção de tarifa Pix. Após esse período, o empresário tem direito a 100 transações de graça durante o mês.

Caso o varejista precise fazer mais de 100 transações, ele passa a pagar R$ 0,15 por cada uma. Vale ressaltar que, atualmente, diversos bancos cobram de 1,2% a 2% do valor das vendas efetuadas com Pix. 

Além dessa novidade, a C6 Bank também lançou uma ferramenta de conciliação das transações. Dessa forma, o empreendedor gerencia em tempo real o seu fluxo financeiro que chega a partir do Pix, bem como dos cartões de crédito e débito. Vale ressaltar, que essa ferramenta não possui custo adicional ao cliente.  

O presidente da PayGo, Philippe Katz, explica que “ainda há muito espaço para crescimento quando falamos de PIX no âmbito da pessoa jurídica. Enquanto 77% das operações de PIX ocorrem entre pessoas, só 11% envolvem transferências de pessoas para empresas e apenas 3% são entre empresas”.

Ainda que de forma tímida, os pagamentos com Pix de pessoas físicas para jurídicas têm começado a crescer no Brasil. De acordo com o Banco Central, esse tipo de transação aumentou 148% no primeiro trimestre de 2021. Ou seja, passou de 14,1 milhões em janeiro, para 35 milhões em março. 

Por fim, no que diz respeito às transferências e pagamentos entre pessoas físicas, o avanço foi de 82% no mesmo período.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: adrianosiker.com/shutterstock.com

Comentários
Carregando...