Sabe quando o consumidor deixa de pagar as suas dívidas e o seu CPF vai para o SPC ou Serasa? Você sabia que toda dívida possui um prazo de prescrição legal de cinco anos? Ou seja, a dívida caduca, como é conhecido mais popularmente. Entretanto, é altamente recomendável que você jamais espere que isso aconteça. Entenda.

É provável que você também goste:

Não sacou o PIS/PASEP? Último lote sai após o Carnaval com valor do salario minimo 2020

Cuidado: golpe da troca de cartões de crédito é um dos mais comuns no Carnaval

Fique atento: saiba como é aplicado o golpe contra os aposentados do INSS pelo telefone

Prescrição legal de dívida no SPC e Serasa: jamais espere por isso!

Mesmo que você tenha dívidas que estejam prestes a “caducar”, não siga conselhos de algumas pessoas. Normalmente você vai ouvir dizer que basta esperar pela prescrição da dívida, e que o credor não pode mais cobrar de você. Será que isso é verdade? Tire as suas dúvidas logo a seguir.

A dívida continua existindo, mesmo após a prescrição legal

Caso o credor não tenha acionado o consumidor judicialmente, após a prescrição legal da dívida ele não poderá mais ingressar com uma ação na justiça. Entretanto, mesmo após a prescrição legal da dívida, o seu credor poderá continuar cobrando. Isso porque a dívida continua a existir.

Outra situação ocorre quando a dívida é vendida para alguma assessoria de cobrança. A instituição financeira pode considerar o valor como perdido, e a dívida podre é vendida para terceiros.

Neste caso, o consumidor poderá ser importunado com frequentes ligações telefônicas e cobranças através de cartas. Afinal, a dívida continua existindo. Contudo, cabe ressaltar que essa dívida não pode mais contar nas bases de dados de inadimplência nos Bureaus de crédito, como SPC Brasil e Serasa Experian, por exemplo.

A dívida será registrada como prejuízo no SCR

Você pode imaginar estar livre para sempre de uma dívida ao esperar pela sua prescrição legal. Infelizmente, não é isso o que acontece. O seu credor vai apontar como um prejuízo que você causou, e este registro vai constar no Sistema de Informações de Crédito (SCR).

O SCR é um instrumento de registro que é gerenciado pelo Banco Central do Brasil e alimentado pelas instituições financeiras. As empresas costumam consultar este banco de dados na hora de liberarem crédito aos consumidores. Aí que está o problema, a informação que você causou prejuízo vai constar lá.

Você terá restrição interna

Mesmo com a prescrição legal, você terá uma restrição interna naquela instituição financeira. Com isso, além de nunca mais conseguir crédito com o seu credor, isso vai impactar a concessão de crédito novamente com outros agentes financeiros.

Considerações finais

Por fim, diante de todos estes problemas, não vale a pena esperar pela prescrição legal de cinco anos de uma dívida. Portanto, por mais que os seus familiares e amigos digam para você não se preocupar, o mais prudente é procurar pelo seu credor e tentar negociar o pagamento das suas dívidas.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim continuará acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Imagem: Illustration Forest via shutterstock