Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Invista em Previdência Privada PGBL para deduzir do Imposto de Renda

0

Se você é um trabalhador assalariado ou empresário com recebimento de pró-labore, provavelmente deve fazer a declaração do imposto de renda todos os anos, certo? Uma excelente opção para os seus investimentos, pensando em longo prazo é um Plano de Previdência Privada PGBL. Ou seja, um Plano Gerador de Benefício Livre. Escolhendo essa modalidade, é possível deduzir até 12% da sua renda bruta tributável anual, garantindo com isso um benefício fiscal.

Leia também:

Afinal, qual é o melhor CDB com liquidez diária do Brasil?

Vale a pena aumentar o limite do cartão de crédito para a Black Friday?

Invista em Previdência Privada PGBL para deduzir do Imposto de Renda

Existem dois tipos de Planos de Previdência Privada: PGBL – Plano Gerador de Benefício Livre, ou VGBL – Vida Gerador de Benefício Livre.

Basicamente, a principal diferença entre eles é a questão do abatimento das suas contribuições no Imposto de Renda. Contudo, isso não é uma isenção do imposto. Você simplesmente deixa de pagar este valor de imposto de renda para pagá-lo na hora do resgate ou no recebimento dos benefícios. Ademais, o PGBL é interessante, pois o dinheiro segue rendendo, e você pagará menos imposto futuramente, provavelmente apenas 10% de imposto de renda.

Como funciona o benefício fiscal da Previdência Privada PGBL?

Você pode ter o seu dinheiro aplicado em diferentes investimentos. Entretanto, pensando em longo prazo, um Plano de Previdência Privada PGBL pode ser abatido do Imposto de Renda. Ou seja, até 12% da sua renda bruta anual poderá ser aplicada, e com isso você deve pagar menos impostos no ano seguinte. Contudo, para valores superiores não há a possibilidade de abater.

Vamos exemplificar para que você entenda melhor a Previdência Privada PGBL. Caso a sua renda anual for de R$ 100 mil, e você investir 12 mil, a base de cálculo passa a ser R$ 88 mil. Com isso, ao invés de ter que pagar R$ 27.500 de imposto, você tem que pagar R$ 24.200. Ou seja, uma economia no imposto de renda de R$ 3.300.

Onde investir?

Primeiramente, é importante comparar vários planos, pois as taxas podem variar consideravelmente de um para o outro. Ademais, é fundamental escolher preferencialmente aqueles que não tenham taxas de carregamento, e que tenham as menores taxas administrativas.

O Plano de Previdência Privada PGBL do Bradesco é o que possui a menor taxa de administração, com 0,8% ao mês. Entretanto, tem taxa de carregamento que varia de 1,2 a 4,5% e taxa de saída de 0,3% a 0,5%. Com o Caixa Vida e Previdência, você não paga nada de taxas de carregamento e de saída. Contudo, paga uma taxa de administração de 3% ao ano.

Por fim, no site da SUSEP você pode consultar várias informações com maiores detalhes sobre o Plano de Previdência Privada e consultar instituições autorizadas, por exemplo.

Gostou do artigo?

Então nos siga no FacebookTwitter Instagram.  Assim, acompanhará os artigos sobre cartão de crédito, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado às fintechs.

Comentários
Carregando...