Com um cenário econômico repleto de incertezas, cresce a possibilidade do aumento de dívidas não pagas. De acordo com dados da Boa Vista, a inadimplência do consumidor teve alta de 5,8% em abril. O momento é sensível e empresários e lojistas temem pelo seu fluxo de caixa. Nesse contexto, o processo de cobrança sem dúvida é algo necessário para a manutenção da receita da empresa. Confira mais detalhes nessa matéria.

É provável que você também goste:

Nubank autoriza Home Office para funcionários até o final de 2020

Banco digital Pride Bank comemora 6 meses e anuncia lançamento de cartões de crédito, inclusive para negativados

Confira 4 cartões de crédito que continuam aprovando com score baixo, mesmo durante a crise

“Sabemos da importância da cobrança na saúde financeira da empresa”, ressalta Alexandre Xavier, diretor de Produtos Clássicos da Boa Vista. Ele destaca a necessidade de uma régua de cobrança inteligente, com acionamentos múltiplos, que contemplem soluções de recuperação de crédito, válida para dívidas vencidas ou não. “Quem se antecipa e tem uma política de recuperação planejada, tem vantagens em relação a outros credores, recebe primeiro”.

Importante lembrar que no momento de dificuldade atual as empresas precisam garantir que os pagamentos continuam acontecendo, mantendo seu fluxo de caixa e evitando ter de recorrer a bancos para obter capital de giro. Sendo assim, ter um processo de cobrança estruturado e eficiente é fundamental.

Processo de cobrança digital é o ideal

Xavier destaca ainda a importância de um processo digital, que é mais ágil e mais seguro, já que não há necessidade de manuseio de material e deslocamento. “Quem se comunica primeiro pode sair na frente, considerando que são muitos credores para cada consumidor, e se destaca quem usa os canais digitais para fazer esses acionamentos”. Afinal, não concorre com a interrupção de trabalho do correio.

Além disso, a cobrança digital também tem outra vantagem. Com o isolamento social, muitos call centers precisaram reduzir suas equipes, o que pode comprometer um importante meio de recuperação de receita de seus clientes.

“A Boa Vista, por meio de seus produtos como o SCPC Comunica, a Cobrança Digital e o Negocie SCPC, é capaz de avaliar as réguas de cobrança de seus clientes, traçar estratégias eficientes de forma automatizada, avaliando os melhores canais e formas de cobrança. Podemos atender as demandas do mercado nesse momento tão desafiador”, ressalta o executivo.

Outros meios eficientes para a recuperação de dívidas vencidas são, por exemplo: e-mail, SMS e os Avisos Eletrônicos de Débitos – AED. Todos eles certamente são ótimas formas para se comunicar com os clientes com contas em atraso.

A Carta de Negativação enviada pelos Correios está sendo substituída, velozmente, pelos meios digitais, por serem muito mais ágeis, seguros e com melhor retorno, tanto na recuperação do crédito quanto sobre o investimento. O SMS e o e-mail são mais acessíveis porque chegam no celular, que está sempre na palma da mão do consumidor, tornando a leitura da informação muito mais rápida, e o processo de cobrança muito mais eficiente.

Sobre a Boa Vista

A Boa Vista é uma empresa brasileira que alia inteligência analítica à alta tecnologia para transformar os dados dos seus clientes em soluções para os desafios de empresas e consumidores.

Criada há mais de 60 anos como SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), tem contribuído significativamente para o desenvolvimento da atividade de crédito no Brasil, ajudando o País a estabelecer uma relação de consumo mais equilibrada entre empresas e consumidores.

A Boa Vista é precursora do Cadastro Positivo, banco de dados com informações sobre o histórico de pagamentos. Por isso, Cadastro Positivo é na Boa Vista.

Pioneira também em serviços ao consumidor, a Boa Vista oferece consulta do CPF com score, dicas de educação financeira e parcerias para negociação de dívidas. Tudo disponível de forma simples, rápida e segura no site www.consumidorpositivo.com.br

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Fonte: Boa Vista

Imagem destacada: fizkes, via Shutterstock