Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Dataprev será obrigada a explicar motivos de recusa do auxílio emergencial

0

O Auxílio Emergencial de R$ 600 a R$ 1200 (para mães solteiras) continua sendo pago a milhares de brasileiros. Entretanto, ainda existem aqueles que passam pela recusa do auxílio emergencial, seja por não se enquadrarem nos requisitos para o benefício, seja por outros motivos. A partir de agora, porém, a Dataprev será obrigada a explicar os motivos do problema.

Assim, devido a diversos problemas com a recusa do auxílio emergencial, a Justiça Federal de Sergipe obrigou a União, a Caixa e a Dataprev a corrigir parte das irregularidades que foram apontadas pela população que ainda espera pelo benefício. Confira, a seguir, como será feita essa explicação e o que está sendo feito para evitar problemas de recusa do auxílio emergencial.

Por que acontece a recusa do auxílio emergencial?

Desde que o benefício de R$ 600 foi concedido, milhares de pessoas estão passando por problemas de recusa do auxílio emergencial. Muitas dessas recusas, entretanto, não deveriam ter sido negadas, demonstrando um problema de cadastro e análise. Nesta semana, por exemplo, diversos beneficiários reclamaram por terem sido enquadrados como presidiários no cadastro, perdendo o direito ao valor.

Dessa forma, o problema está relacionado a Dataprev, órgão responsável pela análise. Porém, a Caixa também possui responsabilidades sobre o assunto. Assim, a Caixa também será obrigada a tomar atitudes para resolver o problema da recusa do auxílio emergencial para esses casos.

É provável que você também goste:

Auxílio Emergencial vai ser prorrogado mas será diferente

O que acontece se receber o auxílio emergencial por engano?

10 melhores antivírus para você proteger seu celular de golpes

Como será resolvido o problema da recusa do auxílio emergencial?

Entre as atitudes que devem ser tomadas, a Caixa deverá indicar ao usuário os órgãos de controle que ele possa contatar para resolver o problema de recusa do benefício. Ao mesmo tempo, o banco deverá divulgar os bancos de dados nos quais essa pessoa possa conhecer todos os requisitos para a concessão do valor, verificar se realmente teria direito a esse benefício e se a recusa foi realizada de forma correta.

De acordo com o Ministério Público Federal, que entrou com a ação sobre a recusa do Auxílio Emergencial, usuários estavam recebendo uma resposta padrão quando a benefício era negado, com a mensagem “dados inconclusivos”. Entretanto, a partir disso, não existia a possibilidade de recurso da negativa ou simplesmente de realizar um novo requerimento.

Por fim, o governo será responsável por atualizar o calendário divulgado para incluir beneficiários que sofreram com o problema até então. O objetivo é evitar atrasos nos pagamentos das próximas parcelas para aqueles que conseguirem reverter o problema da recusa ao auxílio emergencial.

Confira os calendário de pagamentos da Caixa

Apesar dos problemas de recusa do auxílio emergencial, os pagamentos continuam a ser realizados. Em relação aos pagamentos da Caixa referentes à segunda parcela nas contas digitais, começa a ser válido, a partir deste sábado (30), o calendário para saque de dinheiro em espécie, que estavam restritos até então. Portanto, é preciso esperar o calendário a seguir:

  • 30 de maio – nascidos em janeiro (2,6 milhões de pessoas);
  • 1 de junho – nascidos em fevereiro (2,4 milhões de pessoas);
  • 2 de junho – nascidos em março (2,7 milhões de pessoas);
  • 3 de junho – nascidos em abril (2,6 milhões de pessoas);
  • 4 de junho – nascidos em maio (2,7 milhões de pessoas);
  • 5 de junho – nascidos em junho (2,6 milhões de pessoas);
  • 6 de junho – nascidos em julho (2,6 milhões de pessoas);
  • 8 de junho – nascidos em agosto (2,6 milhões de pessoas);
  • 9 de juho – nascidos em setembro (2,6 milhões de pessoas);
  • 10 de junho – nascidos em outubro (2,6 milhões de pessoas);
  • 12 de junho – nascidos em novembro (2,5 milhões de pessoas);
  • 13 de junho – nascidos em dezembro (2,5 milhões de pessoas).

Para conferir o restante dos calendários de pagamentos da Caixa para o Auxílio Emergencial, tanto da primeira quanto da segunda parcela, clique aqui. Se estiver com problemas referente a recusa do auxílio, basta aguardar pela atualização do aplicativo para tomar as medidas necessárias.

Enfim, gostou da matéria sobre recusa do auxílio emergencial?

Então, nos siga no YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Julio Ricco via shutterstock

Comentários
Carregando...