Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Santander compra 2 startups e reforça atuação no segmento de veículos

A partir da aquisição da Car10 e da Solution4fleet, o Santander se posiciona nos negócios digitais relacionados ao setor automotivo.

0

De olho no mercado que está em processo de expansão no Brasil e diante das mudanças do setor de mobilidade urbana, o Santander comprou duas startups. A partir disso, o banco tem o controle de mais duas empresas com perfil digital. Uma delas é a startup Solution4fleet, uma plataforma que oferta soluções para a assinatura de veículos. A outra é a Car10, um marketplace que reúne 80 mil oficinas.

Santander compra 2 startups e reforça atuação no segmento de veículos

A partir dessas compras, o Santander se posiciona nos negócios digitais relacionados ao setor automotivo. De acordo com o diretor da financiadora do Santander, André Novaes, o banco já estuda outras aquisições. Quanto às compras anunciadas, o Santander adquiriu 80% da Solution4fleet, e 67% da Car10. Os valores da negociação não foram divulgados e a transação depende, ainda, da aprovação do Banco Central (BC).

A intenção por trás das compras é dar mais potência a um mercado que vem crescendo dentro do Santander: o financiamento de veículos. Dessa forma, o banco está adicionando novas soluções e serviços ao segmento. O objetivo disso é aproximar ainda mais o cliente do banco, para além do momento de compra do veículo. Segundo Novaes, o Santander busca se posicionar diante das mudanças que estão ocorrendo no mercado, sobretudo durante a pandemia.

A assinatura de veículos não vai ser feita no banco. Por meio da Solution4Fleet, o Santander vai ofertar a solução para parceiros, revendedores e até mesmo para montadoras que buscam uma gestão mais eficiente das frotas.  Conforme Novaes, “o mercado de assinaturas está em franca ascensão e a nova geração tem trazido um pouco menos desse conceito de propriedade e de pagar pelo uso”.

O mercado de assinaturas de veículos de longo prazo, de 24 a 36 meses, já era uma prática comum no meio corporativo. No entanto, agora vem crescendo entre as pessoas físicas. Por fim, o executivo do Santander frisa que a assinatura, por ser um contrato de longo prazo, se assemelha aos contratos de financiamento de veículos.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Kapustin Igor / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.