Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Seguros pessoais têm alto crescimento nos últimos meses. Conheça os principais tipos de seguro.

0

Os brasileiros estão contratando mais seguros de vida, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). Pelo menos foi isso que ocorreu no terceiro trimestre de 2019. O mercado de seguros pessoais arrecadou R$ 11,1 bilhões nesse período. Ele inclui serviços de seguro de vida, seguro de acidentes pessoais, prestamista, entre outras modalidades. A alta foi de 16,9% em relação ao terceiro trimestre de 2018.

É provável que você também goste:

Banco Central ordena cancelamento das atividades do Banco Neon. Saiba mais detalhes.

Câmara aprova Medida Provisória transferindo Coaf para o Banco Central

Seja membro

Bolsonaro acaba com seguro obrigatório DPVAT que dava indenização por acidentes no trânsito

O maior crescimento ficou por conta dos seguros de vida individuais, que aumentaram 94,14% no número de contratações. Esse tipo de seguro movimentou R$ 1,78 bilhão em prêmios, enquanto foram registrados R$ 915 milhões entre julho e setembro do ano passado. O seguro com coberturas para casos de doenças graves cresceu 18,70%. Já o seguro prestamista, que garante a quitação de dívidas no caso de morte, invalidez, desemprego involuntário ou perda de renda aumentou 23,17%.

As viagens também fizeram parte da rotina de quem contratou seguro nos últimos meses. As contratações de seguro viagem totalizaram R$ 150 milhões em prêmios, R$ 14 milhões a mais que no ano passado. Já os mais planejados ajudaram no crescimento do auxílio funeral, que acumulou prêmios de R$ 172 milhões, resultado 17,24% superior aos R$ 147 milhões verificados de julho a setembro de 2018.

Assim como as contratações, no terceiro semestre de 2019 cresceram as indenizações. Elas totalizaram R$ 2,6 bilhões, valor 4% maior que os R$ 2,5 bilhões registrados no terceiro trimestre de 2018.

Como funciona o seguro de vida

Um seguro de vida protege o cliente contra perdas específicas, determinadas no momento da contratação, podendo ser acidentes ou perdas da fonte de renda. No caso, quando essas situações específicas acontecem, a seguradora paga uma indenização para quem contratou o seguro. Em caso de morte, por exemplo, a seguradora pagará essa indenização para a família.

O valor é pago, geralmente, de forma mensal, sendo essa parcela chamada de prêmio. Esse valor pago por quem contrata o seguro é livre de Imposto de Renda e as obrigações do contratante são:

  1. Pagar o prêmio;
  2. Não executar os riscos que não são cobertos pelo seguro;
  3. Comunicar à seguradora sempre que ocorrer algum imprevisto;
  4. Notificar a companhia se já tiver outro seguro contratado.

Além disso, outro motivo para contratar um seguro de vida é nos casos de empréstimo bancário. Nesse caso, a instituição financeira é que exige que um seguro seja feito para garantir o pagamento do crédito caso o cliente sofra um acidente ou perca sua fonte de renda. Isso é mais comum para empréstimos de grande porte, contratados geralmente para a compra de bens, como casas, por exemplo. As parcelas tendem a ter um valor reduzido a partir do momento em que o seguro de vida é firmado.

Seguro viagem: o que ele garante?

Está planejando uma viagem? Esse tipo de seguro cobre acidentes e problemas de saúde enquanto você estiver fora, funcionando como um plano de saúde temporário. Geralmente é feito para destinos internacionais, onde os planos de saúde brasileiros não têm validade. É importante ressaltar, no entanto, que o viajante paga todas as despesas médicas do próprio bolso e depois pede o reembolso à empresa, dentro dos limites de valores estabelecidos em contrato.

Também existe a assistência viagem, que prevê que o segurado deve entre em contato com a empresa antes de receber o atendimento. Todo o pagamento é arcado pela seguradora, por outro lado, o ponto negativo é a obrigatoriedade de ser atendido no local indicado, salvo em casos de emergência.

Esses serviços são importantes porque a maioria dos países não atende gratuitamente estrangeiros na rede de saúde. Portanto, são cobradas consultas médicas, remédios e, em casos mais graves, transporte de ambulância e internação.

Auxílio funeral: um serviço embutido em outros pacotes

A cobertura de auxílio funeral ou assistência funeral normalmente é contratada como adicional nas apólices de seguro de vida. Também podem ser encontradas em outros tipos de seguros, como de condomínio, residencial e empresarial.

O auxílio funeral é uma cobertura que garante o reembolso dos gastos do funeral em caso de morte de uma pessoa. Entretanto, é preciso enviar as notas fiscais para a seguradora e o reembolso não pode ser maior do que aquele que foi combinado no momento da contratação.

Já a assistência funeral é uma cobertura complementar ao seguro. Ela não dá direito ao reembolso nem à livre escolha para prestação dos serviços, sendo eles executados por empresas indicadas pela seguradora.

Em suma, esses foram alguns dos serviços de seguros pessoais que tiveram um alto crescimento em 2019, refletindo um maior planejamento e um grande receio dos brasileiros de sofrerem com acidentes ou perda de bens materiais, prejudicando suas carreiras ou sua família.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Ijeab via Freepik.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.