Senado vai votar “coronavoucher”, auxílio de até R$ 1200, na segunda-feira. Na próxima segunda-feira, haverá votação, em uma sessão remota na Casa, do auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais. A confirmação foi na sexta-feira (27), e é do vice-presidente do Senado, Antônio Anastasia. O texto foi votado na quinta (26) na Câmara dos Deputados.

É provável que você também goste:

Bolsonaro cogita editar decreto para que as pessoas voltem ao trabalho: ‘tem que enfrentar o vírus como HOMEM’.

Caixa prepara lançamento de conta digital para repassar os R$ 600 do coronavoucher.

Em reunião tensa, Mandetta pediu que Bolsonaro não minimize a pandemia do coronavírus: “não é uma gripezinha”.

Senado vai votar “coronavoucher”, auxílio de até R$ 1200, na segunda-feira

Mais vulneráveis serão contemplados com o coronavoucher

O pagamento do coronavoucher é destinado a pessoas sem renda fixa e é um auxílio emergencial para que as pessoas enfrentem os impactos da crise econômica em decorrência do isolamento social pela pandemia do novo coronavírus.

Entretanto, é um benefício limitado a duas pessoas da mesma família. Mas que são chefes de família vão ter direito a receber duas cotas do auxílio, o que totaliza R$ 1.200 por mês.

“O Congresso continuará atuante para ajudar todo o Brasil nesse momento de dificuldades”,disse Anastasia, em sua conta no Twitter.

Tramitação

Por fim, a aprovação por parte do Senado é o último passo no Legislativo, antes da sanção do presidente Jair Bolsonaro, que vai permitir que a ajuda se concretize. Depois de ser publicado no Diário Oficial da União (DOU), o dinheiro poderá ser pago para as famílias brasileiras.

Enfim, gostou da matéria sobre o coronavoucher?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Andrzej Rostek/Shutterstock