Site da Serasa quita dívidas de R$ 1 mil por R$ 100

Com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas acabaram ficando desempregadas ou precisaram fazer novas dívidas que não puderam ser pagas. Pensando em uma forma de ajudar esses consumidores, um novo programa foi criado pela Serasa Limpa Nome, que vai funcionar em parceria com a Ativos. Agora, o site da Serasa quita dívidas de R$ 1 mil por R$ 100 e tem como foco as pessoas que adquiriram dívidas desde o começo da pandemia.

É provável que você também goste:

Senado aprova suspensão das parcelas do empréstimo consignado

Governo atualiza normas para que aposentados façam a comprovação de vida do INSS

Auxílio emergencial negado? Você poderá contestar decisão na Defensoria Pública

Serasa quita dívidas de R$ 1 mil por R$ 100 no programa Serasa Limpa Nome

A Serasa acredita que, com esse plano, ao menos 1,5 milhão de consumidores possam ser beneficiados. Neste grupo, entram também os cidadãos que perderam o emprego ou não estão conseguindo receber o auxílio emergencial.

O diretor da Serasa Limpa Nome, Lucas Lopes, falou sobre o novo programa:

“O objetivo é ajudar ainda mais as pessoas endividadas, que estão sofrendo com desemprego ou redução de renda, o que dificulta conseguir crédito; mais uma oportunidade de retomar suas atividades e ter de volta serviços essenciais.”

Como funciona o desconto da Serasa na quitação de dívidas?

Para aproveitar o programa “Serasa Limpa Nome”, o consumidor deve ter débitos entre os valores de R$200 e R$1.000. Ao se enquadrar neste grupo, ele poderá acessar os canais de atendimento do Serasa, realizar o pagamento com desconto e, assim, ter sua restrição de crédito cancelada no sistema.

Com desconto, valor pago pelo devedor será de apenas R$ 100

Segundo a Serasa, uma pessoa com débitos entre os valores citados poderá pagar R$ 100 e terá sua dívida quitada. Consequentemente, a empresa cancelará sua restrição de crédito no sistema. Desta forma, o desconto de 90% corresponde a dívidas no valor de R$1.000. Confira no exemplo:

  • No caso de uma dívida de R$ 200, o inadimplente paga R$ 100 e terá um desconto de 50%.
  • Se a dívida for de R$ 1.000, o desconto passa para 90%, já que o devedor pagará igualmente apenas os R$ 100.

Afinal, como participar do novo programa da Serasa para limpar o nome?

Quem estiver com o nome negativado poderá acessar o site da Serasa neste link. Além disso, o consumidor poderá verificar se está com o nome sujo e qual a situação de crédito também no aplicativo para smartphone, bastando inserir o número do CPF. Além disso, a Serasa fornece um número de celular para quem quiser fazer a regularização dos débitos pelo WhatsApp. O número é (11) 98870-7025.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Reprodução/Serasa

Cássio Coelhohttps://seucreditodigital.com.br/author/cassio/
Redator do site Optclean tecnologia, Seu Crédito Digital e Co-Fundador do site Portal do Gremista. Entusiasta de tecnologia, internet das coisas e fintechs.
- Publicidade -

Mais Populares

Novo pagamento do FGTS Emergencial de até R$ 1045 será creditado na segunda

Será creditado nas contas dos trabalhadores, nesta próxima segunda-feira (13), um novo pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os trabalhadores...

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado. Isso porque o Ministério da Economia vai receber a Indicação da Câmara (INC)...

Você sabia? Novo Cadastro Positivo ajuda quem está negativado no SPC/Serasa

Entenda por que o novo Cadastro Positivo pode ajudar quem está negativado. O Cadastro Positivo é um banco de dados em que ficam registrados...

Como funciona o auxílio-doença para quem é MEI?

O auxílio-doença MEI é um benefício importante para quem trabalha por conta própria, especialmente neste momento, por conta do isolamento social pelo coronavírus. Dessa...
- Publicidade -