WhatsApp tem queda de usuários no Brasil

Nos últimos seis meses, a base de usuários do aplicativo vem caindo

0

O WhatsApp continua sendo um aplicativo praticamente onipresente nos smartphones de todo o Brasil. Atualmente, inclusive, está instalado em 98% deles. Entretanto, nos últimos seis meses, a base de usuários do aplicativo vem caindo. Assim, o número de pessoas que afirmam acessar o WhatsApp todo dia diminuiu de 95% para 86%. Além disso, a proporção de quem afirma abrir o App “quase todo dia” passou de 4% para 9%.

Os números fazem parte da nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre mensageria móvel no Brasil. Os dados foram coletados entre os dias 20 e 27 de janeiro, em 2.026 entrevistados, e publicados em live nesta quinta-feira (4). Para saber mais, continue lendo!

É provável que você também goste:

Instalação de WhatsApp falso é um novo golpe para espionar celulares

Governo dá 15 dias para Facebook e WhatsApp explicarem nova política de privacidade

Para transferir pelo Pix a outra pessoa precisa ter Pix também?

Caixa TEM: Como sacar auxílio emergencial, FGTS, Bolsa Família e PIS

Entenda a queda de usuários do WhatsApp no Brasil

Essa foi a primeira vez que o WhatsApp registrou uma queda em usuários diários acima da margem de erro da pesquisa. Uma causa provável da queda pode ser o impacto da repercussão nas últimas semanas da alteração nos termos de serviço do aplicativo. Com isso, a medida acabou sendo adiada para maio, diante da reação negativa na mídia e nos usuários.

Por outro lado, o WhatsApp tem uma vantagem que retém seus usuários: os grupos da família e do trabalho. Assim, a pesquisa também apurou que 74% dos usuários do WhatsApp fazem parte de algum grupo da sua família. Enquanto isso, 17% não participam de nenhum grupo, e 9% dizem que seus familiares não têm grupo no aplicativo.

Mais de metade dos entrevistados usam o App para trabalho

Por fim, em relação a grupos de trabalho, 57% dos usuários do WhatsApp dizem fazer parte de algum, enquanto 20% não participam. Além disso, 18% não estão trabalhando no momento, e 6% dizem que seu trabalho não tem grupo no WhatsApp. Outro dado importante é em relação à política. Na pesquisa, 14% afirmam que participam de algum grupo no WhatsApp cujo foco principal é político. Já 4% declaram que já pagaram para participar de um grupo no aplicativo.

Enfim, o relatório integral da pesquisa será publicado na segunda quinzena de fevereiro. Ele também incluirá vários outros dados sobre o WhatsApp e sobre Facebook Messenger, Telegram, Instagram, SMS e outros.

Enfim, gostou da notícia sobre o WhatsApp?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: BigTunaOnline/shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...