Segundo dados do Instituto Locomotiva, 45 milhões de brasileiros não possuem conta em banco. Mesmo sem acesso a crédito e serviços bancários, essa parcela da população movimenta mais de R$ 871 bilhões. Não ter uma conta para receber o salário ou iniciar uma poupança, portanto, acaba dificultando que muitas pessoas consigam se organizar financeiramente. Confira, logo abaixo, 4 dicas para organizar as finanças e poupar dinheiro mesmo sem ter conta em banco

É provável que você também goste:

Caixa reduz taxa do CDC e do crédito consignado na Semana do Brasil.

Nubank já conta com 12 milhões de clientes mas segue com prejuízo milionário.

Banco Central quer aumentar score de crédito de quem fizer cursos de educação financeira.

Para ajudar nesses casos, a Conta Black, fintech criada para desburocratizar o acesso a serviços financeiros, separou algumas dicas para colocar as finanças em dia e ainda poupar dinheiro.

4 dicas para organizar as finanças e poupar dinheiro mesmo sem ter conta bancária

1 – Coloque tudo no papel

Não adianta torcer o nariz, para ter melhor controle financeiro é preciso colocar todos os gastos na ponta do lápis. Hoje já existem diversos aplicativos que auxiliam na função e deixam essa listagem de despesas bem mais fácil. Comece anotando tudo o que foi gasto no mês, da sobremesa no almoço às contas fixas. Desta forma, é possível visualizar onde esse dinheiro está sendo investido e poupar o gasto com supérfluos.

2 – Cartão Pré-pago

Quem não sonha em ter um cartão de crédito para poder parcelar as compras a perder de vista, não é mesmo? Mas o ideal é tentar sempre pagar à vista, e uma ótima alternativa para quem não tem conta bancária é investir em um cartão pré-pago. Sem burocracia para compra e utilização, a ferramenta permite que o usuário gaste apenas o valor carregado previamente, evitando o risco de se endividar, além de ter total controle dos gastos, com taxas transparentes e acesso a outros serviços, como transferências, pagamentos de contas e saques em caixas eletrônicos.

3 – Conta Digital

Acesse sua conta pelo celular, computador ou tablet, faça transferências, pagamentos e gerencie seus recebíveis com a rapidez de um sistema 100% digital. Para clientes Pessoa Física ou Jurídica, os banco digitais têm ganhado cada vez mais espaço ao desburocratizar o acesso a serviços bancários, com isenção ou baixo custo de taxas e otimização de tempo, pois, exceto os saques, todas as transações são realizadas via internet. Além de nunca mais precisar enfrentar as intermináveis filas em agências, em alguns desses bancos, é possível aplicar dinheiro com rendimento maior que nas tradicionais instituições e até mesmo receber dicas de educação financeira.

4 – Cursos

Na era digital, a tecnologia se tornou uma grande aliada da educação financeira. Aprender mais sobre o assunto vai ajudar a poupar e investir dinheiro. Inúmeros especialistas estão compartilhando conhecimento e dicas sobre o assunto em cursos online ou presenciais que podem ser gratuitos ou não. Muitos deles também são voltados para públicos específicos, como mulheres, população de baixa renda, empreendedores e estudantes. Os conteúdos são bastante úteis para um melhor aproveitamento da renda em diferentes fases da vida.

Por fim, com essa dicas, já dá para cuidar melhor na sua vida financeira, e com mais praticidade. E não esqueça: seu dinheiro, seu poder!

É provável que você também goste:

Presidente do Itaú diz que transformação digital deixa banco angustiado toda noite.

Enfim, gostou da matéria sobre organizar as finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.