Abecs acredita que pagamentos com cartão atingirão 50% do consumo familiar no Brasil em 2021

Efeito é causado, principalmente, devido à pandemia.

0

Pela primeira vez na história do Brasil, os meios de pagamento digitais conseguirão abocanhar uma grande fatia do mercado, segundo Pedro Coutinho, presidente da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços). Afinal, cartões de crédito e outros métodos de pagamento digitais podem representar metade das compras feitas no varejo ao longo dos próximos meses. 

Conforme os efeitos da pandemia se prolongam em 2021, é esperado que os pagamentos virtuais tenham um crescimento que pode variar entre 18% a 20%. Os motivos para o súbito crescimento deste número estão, principalmente, relacionados ao Auxilio Emergencial.

É provável que você também goste:

Top 10 melhores Cartões de Crédito para Empresas

Como usar o saldo do FGTS sem ter sido demitido?

Governo vai pedir devolução do auxílio emergencial por SMS

Maior praticidade e segurança nos pagamentos

Durante a pandemia, o brasileiro adquiriu maior confiabilidade nos serviços digitais, inclusive passou a depender mais dos meios de pagamentos digitais para evitar sair de casa e se expor a aglomerações.

Esta mudança de mercado, segundo Pedro Coutinho, pode ser um trunfo para a recuperação econômica do Brasil. Com a possibilidade de uma nova rodada de Auxílio Emergencial e um maior aproveitamento do aplicativo Caixa Tem para outras funções, como o pagamento do FGTS, estes números devem crescer rapidamente ao longo de 2021 e podem atingir a marca de R$ 2,38 trilhões.

No ano passado, mesmo enquanto a economia do Brasil estava em uma situação precária e com o Produto Interno Bruto (PIB) em uma queda de cerca de 4%, foi observado um crescimento de 8,2% nos pagamentos por meio de cartões de crédito, correspondentes a mais de R$ 2 trilhões. Destes, cerca de R$ 52,6 bilhões foram pagos com recursos do Auxílio Emergencial.

Coutinho aposta em uma maior vontade do consumidor em adotar os meios de pagamento digitais como parte do dia a dia mesmo depois da pandemia. Além disso, ele acredita que haverá um aumento permanente nestes números.

Ainda não é possível definir como a criação do Pix vai afetar os números, mas Coutinho mostra-se satisfeito com os resultados atuais e animado com as previsões.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Stokkete / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...