Cliente que aderir a taxa zero de antecipação da Rede terá que pagar a conta

taxa zero de antecipação

Esta semana, a Rede, operadora de máquinas de cartão do banco Itaú, lançou uma promoção de taxa zero de antecipação de recebíveis. Contudo, em algum momento terá que repassar aos empresários outras tarifas para compensar a perda de rentabilidade.

É provável que você também goste:

C6 Bank, concorrente do Nubank, lança pedido de convite.

Nubank esclarece golpes com cartão e empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa.

Cielo contra-ataca Rede e anuncia pagamento no mesmo dia e devolução do valor da maquininha.

Cliente que aderir a taxa zero de antecipação da Rede terá que pagar a conta

Esta avaliação é de Henrique Capdeville, presidente no Brasil da First Data, empresa que opera as maquininhas de cartão Bin. De acordo com ele, em entrevista ao UOL, pode parece que seja bom agora para os comerciantes, mas depois ainda chegará a conta.

Bancos arcam com as perdas e depois repassam

“Se não houver prática de dumping nem ‘venda casada’, a estratégia da Rede seria legítima e demonstraria a forte concorrência do setor nos últimos tempos”, afirmou o presidente da First Data.

Contudo, Capdeville disse que no mundo todo os bancos, geralmente, arcam com eventuais perdas de margens durante algum tempo, antes de repassá-las ao consumidor.

“É importante entender que, quando os grandes bancos fazem esse movimento [de zerar a taxa de antecipação dos recebíveis], na prática vão jogar a conta para o varejista, que, desavisado, vai gostar do movimento em um primeiro momento, devido à redução imediata no custo. Mas, vai acabar tendo que bancar a conta para o resto da vida”, declarou Capdeville.

“É preciso atenção e vigilância regulatória para se evitar que surja uma nova jabuticaba no Brasil”, disse.

Investigação do Cade pela taxa zero de antecipação da Rede

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu um procedimento de investigação contra o Itaú e a Rede por zerar a taxa de antecipação de recebíveis. Com isso, o mercado avalia que pode estar havendo venda casada e prejuízo à concorrência. Os benefícios só valem para lojistas clientes do Itaú.

Os empresários costumam fazer a antecipação de recebíveis porque precisam do dinheiro (capital de giro). Além disso, não podem esperar o prazo de pagamento dos cartões.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: UOL.

Sobre o autor Ver Posts Author website

Luiz Felipe Kessler

Graduado em Administração de Empresas pela UFRGS.

Entusiasta de fintechs e tudo o que a tecnologia proporciona de facilidades em nossas vidas.

Fundador dos sites Seu Crédito Digital, Conexão Estudante e do Optclean Tecnologia.

Comentários no Facebook