Idosos e deficientes devem ganhar aumento no Bolsa Família de R$ 270

0
PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

O Bolsa Família foi um programa social criado pelo ex-Presidente Lula em 2003. Porém, o atual Presidente Bolsonaro manteve o programa, que mesmo sendo uma marca registrada do governo petista, atende muitas famílias de baixa renda no Brasil. O programa social é fundamental para a popularidade de qualquer governo. Mas isso não quer dizer que Bolsonaro não vá mudar o programa, muito pelo contrário. Neste ano, devem acontecer algumas mudanças importantes no programa, o que inclui um novo nome. Mas além disso, o Governo pretende dar um grande aumento do Bolsa Família para idosos e deficientes.

É provável que você também goste:

PUBLICIDADES

Golpe no WhatsApp promete R$ 350 de material escolar do Bolsa Família.

PUBLICIDADES

Atualmente, os idosos que compõem o grupo familiar no Bolsa Família com mais de 60 anos de idade recebem uma quantia mensal equivalente a R$ 130,00. Esse valor deve ter um acréscimo de R$ 270. Sendo assim, o aumento do Bolsa Família para os idosos com renda mensal por pessoa da família de até 25% de um salário mínimo (R$ 261,25 por pessoa) dará direito ao valor mensal de R$ 400 para o idoso.

Idosos e deficientes devem ganhar aumento no Bolsa Família

Mas isso será apenas para os idosos que não estão aposentados e não recebem nenhum outro benefício do governo. De acordo com a Reforma da Previdência, o idoso sem meios para se sustentar conta com um auxílio chamado Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Ainda de acordo com a Reforma da Previdência, o idoso receberá o BPC integral ao completar 70 anos de idade. Entretanto, idosos com 65 anos que sem tempo de contribuição suficiente podem receber um valor proporcional, que é de R$ 400 por mês. A partir do momento que o idoso conseguir se aposentar, ele deixa de receber o BPC e passa a receber o valor mínimo de um salário.

PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

A proposta ainda está em debate, mas se aprovada, vai representar uma melhora nos valores recebidos pelos idosos no Bolsa Família.

Como solicitar o Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Se você é idoso com mais de 65 anos, não recebe aposentadoria ou nenhum outro benefício e tem renda menor do que 1/4 de salário mínimo por pessoa da família, você pode ter direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) no valor de R$ 400.

 Para solicitar o benefício, procure o CRAS mais próximo da sua residência e se inscreva no Cadastro Único. Se você já é inscrito do CadÚnico, basta fazer um agendamento no INSS pelo telefone 135 da Central de Atendimento da Previdência Social (ligação gratuita) ou pela internet no site www.previdencia.gov.br.

Enfim, gostou da matéria sobre o aumento no Bolsa Família para idosos e deficientes?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Matej Kastelic / Shutterstock

PUBLICIDADES
Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar