Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Diante da pandemia, bancos digitais e fintechs investem em MEIs

Crescimento no número de MEIs tem chamado a atenção de bancos digitais e fintechs.

0

Diante da pandemia, o desemprego no Brasil atingiu a taxa recorde de 14,7%. Paralelo a isso, o número de microempreendedores individuais (MEIs) também cresceu. Somente em 2020, o país alcançou a marca de 11,3 milhões de empresas neste formato. Já no primeiro trimestre deste ano, cerca de 500 mil novos MEIs foram cadastrados. Em suma, esse expressivo aumento tem feito com que bancos digitais e fintechs passem a investir mais nestes profissionais. 

É provável que você goste também:

C6 Bank vai permitir pagamento de boleto com cartão de crédito?

INSS: confira os novos prazos para a análise de benefícios

Seja membro

Habite Seguro: novo programa facilita compra de casa por policiais

Diante da pandemia, bancos digitais e fintechs investem em MEIs

Ao notar o crescimento de MEIs, os bancos digitais e fintechs desejam sair na frente da concorrência, e oferecer um atendimento rápido e personalizado. E parece que tem dado certo: os MEIs têm se aliado a esses novos concorrentes. Um bom exemplo disso sem dúvida é o aumento no Banco Original. Nos últimos 12 meses, ocorreu um aumento de 62% na base dos clientes do segmento Pessoa Única. 

Essa área do banco direciona-se ao atendimento de MEIs, de EIs (empresários individuais) e os Eirelis (empresários individuais de responsabilidade limitada). De acordo com o banco, o recente lançamento do segmento de crédito para capital de giro teve mais de R$ 70 milhões contratados nos últimos 3 meses. 

Já no Banco Inter, houve o registro de 450 mil novos clientes MEI e Pessoa Jurídica em 12 meses. Conforme o Banco, ocorreu um aumento de 119% nas contas digitais PJ, além de 98% da carteira de contas MEI, em relação a maio de 2020. Paralelo a isso, o Nubank aponta que tem 530 mil usuários cadastrados em uma conta PJ. 

Além de bancos digitais, também foram criadas fintechs para atender os empreendedores. Como exemplo, podemos analisar a empresa Cora. A mesma registrou um crescimento de 6.000% em sua base de clientes no último ano. Ou seja, enquanto em maio de 2020 havia 1,4 mil clientes MEI, em maio deste ano esse número chegou a 81,5 mil. 

Agilidade na abertura de conta

De acordo com as fintechs, uma das grandes vantagens para os MEIs é que os mesmos podem contar com agilidade na hora de abrir uma conta em uma fintech. Afinal, tudo pode ser feito por aplicativo, sem que o cliente precise sair de casa. 

Enquanto há bancos digitais e fintechs que abrem contas em minutos, os bancos tradicionais agora se preparam para largar a burocracia e facilitar a vida dos seus clientes. Diante dessa concorrência, o Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil dizem que há a chance de uma abertura de conta para PJ por meio dos sites e aplicativos.

Além da abertura de conta rápida, há outros recursos oferecidos por bancos digitais e fintechs para atrair clientes. Como exemplo, o Banco Original, o Nubank, o Inter e a Cora oferecem Pix de forma gratuita aos MEIs. 

Por fim, há também as instituições que disponibilizam as maquininhas de cartão. No caso do Original, há parcerias com credenciadoras para dar maquininhas com condições especiais para os clientes. Já o Inter possui uma credenciadora, a Granito, que pode ser usada pelos clientes via aplicativo. 

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: insta_photos / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.