A Caixa vai limitar o saque do FGTS em virtude dos crescentes casos de COVID-19 na população brasileira, a fim de evitar as filas nas agências do banco, e também possivelmente para evitar a escassez de dinheiro. Os trabalhadores beneficiários do saque do FGTS emergencial terão que esperar alguns dias para poder retirar o dinheiro em espécie. Entretanto, ainda será possível usar o valor para pagar boletos e fazer compras com o débito virtual.

É provável que você também goste:

Auxílio emergencial: Caixa atualiza informações sobre o pagamento até 4ª e 5ª parcelas

Score baixo e nome sujo no SPC/SERASA? Confira 3 formas de conseguir crédito mesmo durante a crise

Câmara aprova projeto de lei que suspende a inclusão de novos nomes no SPC e Serasa

Caixa vai limitar saque do FGTS emergencial devido a aglomerações

Embora muitos trabalhadores precisem esperar o prazo para poder sacar, é fundamental que o banco tome essa medida para evitar o contágio do COVID-19 nas filas. Até mesmo para os funcionários do banco as aglomerações representam risco. Lembrando que atualmente o Brasil é o segundo país do mundo com mais casos do coronavírus, com mais de 739 mil casos acumulados no momento desta postagem.

A Medida Provisória 946 estabelece o saque do FGTS emergencial devido ao estado de calamidade pública em função da pandemia, que vai de 15 de junho à 31 de dezembro. O valor do saque do FGTS é de até um salário mínimo vigente, ou seja, R$ 1045. Os beneficiários receberão o saque do FGTS emergencial de acordo com a sua data de nascimento, e o calendário deve ser divulgado em breve pelo Ministério da Cidadania.

Da mesma forma que acontece no Auxílio Emergencial, o beneficiário que não tem uma conta terá a Poupança Social da Caixa (Caixa Tem) aberta automaticamente. Com essa conta, também é possível movimentar o dinheiro e transferir para outras contas, para sacar o valor em um caixa do Banco24Horas.

Caixa vai limitar saque do FGTS também para evitar a escassez de dinheiro

Além de evitar aglomerações, um motivo importante pelo qual a Caixa vai limitar o saque do FGTS é para evitar a escassez de dinheiro em cédula e moeda. Isso porque os pagamentos de Auxílio Emergencial causaram a escassez de cédulas na economia. Com isso, o Banco Central do Brasil precisou solicitar que a Casa da Moeda imprimisse parte da produção de cédulas que iria acontecer no decorrer de 2020.

Um dos agravantes da escassez foi a possibilidade de sacar o Auxílio Emergencial em um caixa do Banco24Horas com uma conta digital. Essa brecha permitia que o cidadão sacasse o Auxílio Emergencial antes do prazo com auxílio de outra conta. E foi provavelmente devido a isso que o app Caixa Tem começou a bloquear as transferências para outras contas, para evitar a escassez de dinheiro.

Saque do FGTS não é obrigatório

Cada trabalhador terá direito a um saque emergencial do FGTS, independentemente do número de contas. Todos que têm conta no FGTS, seja ela ativa ou inativa, terão direito ao saque. Porém, se o beneficiário não fizer o saque dentro do prazo previsto, o FGTS retorna automaticamente para a conta.

Enfim, gostou da matéria?

Então siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil