Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Devido à greve do BB, 88 agências não funcionaram, mas o banco mantém reestruturação

Entenda o motivo que levou os funcionários do banco a iniciarem a greve

0

Nesta quarta-feira (10/02), uma greve de 24 horas marcou a paralisação de 88 agências do Banco do Brasil (BB). A empresa passa por reestruturação institucional desde o começo do ano.

De olho no setor competitivo, a instituição bancária anunciou em janeiro uma reorganização interna, que foca em fechamentos de agências e demissões

É provável que você também goste:

Programa de desligamento voluntário do Banco do Brasil teve 5.533 pedidos aceitos

Top 10 melhores Cartões de Crédito para Empresas

Banco do Brasil adiciona seus Cartões de Crédito Mastercard no Apple Pay

Sobre o que é a greve?

O Banco do Brasil vem vivenciando, desde o ano passado, um momento tumultuado em seu quadro de redes. O ponto principal se deu em janeiro de 2021, quando o banco anunciou o encerramento de 112 agências, além de um acordo de demissão voluntária com mais de 4 mil colaboradores. Esse acordo é o famoso PDV (Programa de Demissão Voluntária). Esta medida fechará centenas de pontos de atendimento do BB e reestruturará os cargos e funções.

O que o banco tem observado é que, de 2016 para cá, os atendimentos presenciais sofreram uma diminuição na demanda do serviço, que teve uma queda de 42%. Ou seja, os guichês físicos deixaram de ser procurados pelos clientes, enquanto que os smartphones e o internet banking foram os meios mais usados.

No entanto, como consequência da falta de serviço presencial, os funcionários vêm se reunindo e seguindo uma agenda de greves. De acordo com o banco, eles foram devidamente informados quanto ao processo de reestruturação.

Em um comunicado liberado por João Fukunaga, que coordena a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CNBB), foi acordado que os funcionários participantes do sindicato estariam em “estado de greve” e iriam proceder com as paralisações. 

Mesmo em decorrência das paralisações de 88 agências, o BB reafirma que seguirá com o plano de reestruturação.

Banco do Brasil busca mais competitividade 

O aumento da procura por serviços remotos, como fazer pagamentos e transações bancárias de casa, passaram a fazer parte do ambiente do Banco do Brasil. 

Conforme nota emitida pelo banco em janeiro, há um entendimento de que o cenário atual é propício para mudanças na estrutura da empresa. O que se deseja é a busca de “adequar a rede de agências ao aumento do comportamento digital de seus clientes e a necessidade de ampliar o atendimento especializado”, diz o trecho.

Trata-se de medidas de reorganização no atendimento ao cliente, que compreende uma estrutura que vai dos guichês até a diretoria e redes de apoio.

Além disso, o foco destas mudanças é aprimorar o atendimento digital e atender ao público com mais conforto e agilidade. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: casa.da.photo/shutterstock.com

Comentários
Carregando...