Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Após um ano em alta, o dólar ficou abaixo dos R$ 5. Saiba aqui o porquê

Entenda melhor as variações no valor da moeda norte-americana.

0

Na última quarta-feira (16), pela primeira vez desde 10 de junho de 2020, o dólar ficou abaixo da casa dos R$ 5. Essa diminuição ocorre em meio a um momento instável da economia, em que decisões importantes da política monetária do Brasil e dos Estados Unidos seriam tomadas.

É provável que você goste também:

Nubank dá dicas de como agir se o seu WhatsApp for clonado

Descubra as duas melhores lojas para ganhar cashback

Banco Central vai aumentar a Selic para frear a inflação no Brasil

Após um ano em alta, o dólar ficou abaixo dos R$ 5. Saiba aqui o porquê

Estimulado pela entrada de recursos estrangeiros no país, o dólar chegou à marca de R$ 4,9936 na sua mínima do dia. Entretanto, essa boa notícia não durou muito. Após a decisão do Fed, o Banco Central dos EUA, sobre os juros, o dólar virou e voltou a ser negociado em alta. 

Por volta das 16 horas, a moeda norte-americana subiu 0,34%, sendo cotada a R$ 5,067. Apesar dessa reviravolta, o real se mantem fortalecido perante o dólar, movimento o qual tem se intensificado nas últimas semanas. Mas afinal, o que mexe com o valor do dólar? 

Um dos fatores que fazem com que o dólar caia são as apostas para a decisão de juros que foram conhecidas ontem. A partir da estimativa de um novo aumento da Selic, bem como com a projeção de manutenção das taxas americanas nas mínimas, o investimento estrangeiro no país acaba sendo mais atraente. 

De acordo com a economista-chefe da Veedha Investimentos, Camila Abdelmalack, a economia vive uma “janela da oportunidade” para o alívio no câmbio. Isso sem dúvida se deve aos dados positivos das exportações, bem como do lado financeiro. Dessa forma, acaba levando a uma menor noção da taxa de risco. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Oleksiichik / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...