Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Empresária escapa de golpe do falso Pix no Nubank e viraliza

0

Jéssica Rodriguez tem 24 anos e é formada em nutrição há quase 3 anos. Em fevereiro, decidiu pedir demissão no órgão onde trabalhava para o governo estadual do Rio de Janeiro para investir em seu sonho: a criação da loja online La Vieh.

Entretanto, foi por muito pouco que o sonho de Jéssica se tornou um pesadelo. No entanto, graças à atenção da empresária, ela se livrou do golpe do falso Pix. 

Ao postar a situação inusitada em sua conta no Twitter, o caso viralizou. “Depois que o susto passou eu ri muito e decidi postar na minha conta restrita no Twitter, com 50 pessoas. Saí para fazer as unhas e quando voltei, o Brasil inteiro estava rindo e falando sobre isso”, contou Jéssica em entrevista exclusiva para redação do Seu Crédito Digital. 

É provável que você também goste:

Banco do Brasil alerta sobre golpe da troca de cartão; veja como se proteger

Uber libera pagamentos de corridas via Pix para todo o país

Fintechs lançam serviços relacionados ao Pix antes dos bancos

Como a empresária escapou do golpe do falso Pix?

Por “falta de experiência”, ao montar sua loja, Jéssica comprou uma quantidade de mercadoria acima do necessário e, por isso, aproveitou a data do Dia das Mães para realizar uma queima de estoque. 

A promoção se estendeu durante todo o mês de maio e, na última quarta-feira, 25, um cliente a procurou para realizar uma compra no valor de R$ 3.200. “Vendi metade do estoque, e também peças como manequins, araras e puffs, eu vendi bem, até que apareceu essa venda enorme, que estranhei, mas fiquei muito feliz”, explicou.

A empresária sempre envia os produtos após o pagamento, mas por ser um valor alto, ela compreendeu o cliente e aceitou a proposta de enviar o pedido por meio de um carro de aplicativo e receber assim que a mercadoria fosse enviada.

“Eu mandei foto ao vivo, vídeos, dizendo que estava mandando e o cliente me disse que assim que estivesse na metade do caminho, pagaria. Daí comecei a estranhar, pois não tinha sido isso que combinamos”, relatou.

Nesse momento, Jéssica disse ao cliente que, caso o Pix não caísse em sua conta, ela iria solicitar que o motorista voltasse com sua mercadoria. Foi então que, para evitar essa situação, o golpista propôs enviar o comprovante de transferência. Enquanto aguardava, a empresária mantinha contato com o motorista que estava levando a mercadoria até o comprador.

“Ele – golpista – disse que o comprovante foi, mas quando eu abri, vi uma foto toda preta. Disse que não dava pra ver e ele me mandou de novo. O segundo print é aquela surpresa do ‘transferIDO’, Eu achei engraçado por dois segundos, mas ao mesmo tempo eu tremia por dentro, porque os produtos ainda estavam com o motorista né?! Então liguei rapidamente para o motorista e pedi pra ele voltar. Ele voltou e ficou tudo bem”, esclareceu aliviada.

Jéssica disse também que na mesma hora em que falava com esse cliente, uma outra cliente mandou um Pix que chegou normalmente, “então eu sabia que meu banco tava funcionando perfeitamente.. mas se eu não recebo nada, ele não manda esse print “bem feito” provavelmente eu acharia que era instabilidade do banco e deixaria o motorista entregar”

O perfil golpista era de uma loja. “João, o dono, tinha uns 10 mil seguidores e não parecia fake. Mas é aquilo, seguidor não diz nada mesmo, feed bonito muito menos”.

Após o ocorrido, Jéssica decidiu seguir à risca o protocolo de segurança de envio da sua empresa. “Eu só despacho depois do pagamento na conta. Se demorar 2 dias, eu despacho depois, o cliente que é cliente, entende.”

Por fim, Jéssica deixa uma dica para os leitores do portal SCD:

“Minha dica para quem está entrando no mercado agora é não se deixar levar por números e emoções, ainda mais no início, todo negócio demora um tempinho para ‘entrar no tranco’ e isso é normal. Se for cliente como pessoa física comprando, espera o pagamento e se for loja, não veja números de seguidor, feed bonito e afins, veja comentários, se tem alguém em comum”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar