Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Nunca acessou o Caixa Tem? Cuidado, você pode ser mais uma vítima do golpe do FGTS

Saiba como identificar o golpe e como se proteger.

0

Um novo golpe digital tem sido realizado por criminosos e faz com que eles consigam realizar o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pelo Caixa Tem. 

O crime vem ocorrendo em diversos estados e só foi possível graças ao aplicativo que, no início, não tinha um sistema de validação de identidade. Compreenda o caso. 

É provável que você também goste:

Como o governo vai custear o novo auxílio emergencial?

DPVAT Caixa: como dar entrada em pedido de indenização pelo celular

Clientes do Nubank são vítimas de golpes (Phishing) em massa no Instagram e Facebook

Como funciona o golpe? 

O golpe é realizado ao utilizar o nome e o CPF de trabalhadores, que se cadastram no aplicativo Caixa Tem por meio de um e-mail falso. Dessa forma, os criminosos conseguem acessar o aplicativo e, consequentemente, usar o saque emergencial do FGTS em nome das vítimas. 

O golpe pode ocorrer até mesmo sem solicitar o saque emergencial? 

Sim. Para auxiliar na pandemia no ano passado, a quantia que podia chegar até R$ 1.045 foi transferida automaticamente do Fundo dos trabalhadores para uma conta da Caixa digital, que é acessada pelo aplicativo Caixa Tem.  

Contudo, isso ocorreu inclusive com quem não solicitou o saque – houve uma promessa de que, se não fosse movimentado, o dinheiro seria retornado automaticamente para o FGTS no dia 30 de novembro de 2020. 

Como o golpe é verificado?

A Caixa Econômica informa que o retorno da quantia que não foi movimentada nas contas do FGTS já foi concluído.  

Para validar, o cliente pode consultar extratos de sua conta pelo aplicativo FGTS, ao selecionar a opção “MEU FGTS”. Nele, o trabalhador pode verificar os detalhes de todos os seus registros no Fundo de Garantia, o saldo, os valores depositados e os saques realizados. 

Assim, se o valor não foi estornado à conta do Fundo de Garantia, o trabalhador tem a opção de usar o app Caixa Tem para verificar se houve um cadastro em seu nome e se a quantia de R$ 1.045 ainda está na conta. 

Como proceder caso tenha sido vítima? 

Para realizar o pedido de contestação de saque, a vítima precisa comparecer pessoalmente a uma agência da Caixa. Dessa forma, a instituição afirma que, caso ocorra a comprovação do saque fraudulento, o cliente será devidamente ressarcido. 

Contudo, no caso de haver a negação do pedido, os clientes têm a possibilidade de acrescentar informações adicionais e solicitar uma reanálise da contestação em qualquer agência da Caixa.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Brenda Rocha/shutterstock.com

Comentários
Carregando...