Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pagamento de transporte por aproximação ganha espaço no Brasil. Veja como funciona!

0

A tecnologia contactless, método de pagamento por aproximação com cartão de crédito e débito ou pulseiras e aplicativos, já é uma realidade no Brasil. O método ganha mais adeptos, que deixam o medo de lado e confiam no conforto de um pagamento ágil. O que antes funcionava apenas para o pagamento de compras em estabelecimentos comerciais, agora aparece como opção até para o pagamento de passagens de metrô e ônibus.

É provável que você também goste:

Confira como funciona o cartão pré-pago do PagBank e suas principais vantagens

Bolsonaro se compromete a tentar acabar com benefício da meia-entrada em encontro com sertanejos

Pagar transporte público com cartão de crédito: em quais cidades brasileiras é possível?

Como funciona a tecnologia contactless?

O NFC (Near Field Communication), na sigla em inglês, é um sistema de transmissão de dados que permite, sobretudo, fazer pagamentos sem inserir o cartão de crédito ou débito na maquininha. Basta aproximar e, pronto! Com o Nubank, por exemplo, o pagamento contactless até permitido para compras até R$ 50 e não exige nem a senha.

Onde o pagamento por aproximação é aceito em meios de transporte?

O pagamento com os cartões contactless teve início no Reino Unido. A cidade de Londres, na Inglaterra, foi a precursora do sistema na sua ampla rede de linhas de metrô e trens. Lá, o modelo já funciona sem problemas em todos os âmbitos de transporte. No Brasil, o pagamento por aproximação aparece como opção desde abril do ano passado, quando o metrô do Rio de Janeiro passou a permitir o método. A seguir, confira como funciona e em quais cidades:

RIO DE JANEIRO

A MetrôRio, empresa do grupo Invepar, foi quem deu este passo importante no mundo digital. A concessionária aceita, em todas as suas 41 estações, o pagamento de passagens por meio de celular, cartão de crédito, pulseira e relógio com a tecnologia contactless. Além disso, o pagamento é aceito em alguns trens operados pela Supervia.

No último ano, 60% das passagens foram pagas por meio do sistema. No entanto, é importante ressaltar que o pagamento não é integrado para ônibus e metrô.

SÃO PAULO

O pagamento por aproximação nos ônibus de São Paulo começou a ser testado em setembro de 2019 pela prefeitura da cidade. Entretanto, apenas algumas linhas contam com ônibus equipados com a tecnologia, que possuem um adesivo de identificação para a praticidade do usuário. São 12 linhas, correspondendo a cerca de 200 ônibus. Na cidade, também não há integração como ocorre com o bilhete único.

JUNDIAÍ/SP

Todas as linhas de ônibus municipais da cidade oferecem a possibilidade de pagamento por aproximação com cartões de crédito e débito.

Quais são as opções de pagamento por aproximação?

O pagamento por NFC se torna extremamente prático para os usuários do transporte público por estar disponível em diversas opções. O primeiro a surgir como opção foi o cartão de crédito e débito por aproximação, com variações que exigem ou não senha ou confirmação de identidade com documentos. Mas além disso, a constante inovação agora permite que o pagamento seja feito por meio de relógios, como o Apple Watch, celulares com aplicativos de pagamento – que vão desde o Google Pay a apps desenvolvidos por grandes bandeiras como Visa e Mastercard, além de pulseiras inteligentes. Enfim, são soluções modernas para os usuários.

E então, você acha que o pagamento de transporte por aproximação vai se popularizar no Brasil? Dê a sua opinião nos comentários!

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: LDprod, via Shutterstock.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.