As crises sanitária, econômica e política geradas pela pandemia do novo coronavírus fez com que as previsões para a economia brasileira fossem das piores. Por exemplo, o PIB (Produto Interno Bruto) deverá ter uma queda acima de 6% neste ano. Em entrevista ao site da CNN Brasil, o presidente do Atacadão e Carrefour, Roberto Müssnich, disse que o auxílio emergencial, liberado a trabalhadores autônomos, informais e desempregados, foi fundamental para que a crise não fosse agravada. Ainda foi mais além, dizendo que é fundamental manter os R$ 600 do auxílio emergencial.

É provável que você também goste:

Descubra 15 mitos e verdades sobre o nome sujo no SPC/SERASA

Nubank: cliente é impedida de abrir conta por já existir conta criada por golpista

Calendário do auxílio emergencial pode sair essa semana

Presidente do Atacadão e Carrefour diz que é fundamental manter os R$ 600 do auxílio emergencial

Segundo Müssnich, liberar o benefício foi fundamental e mantê-lo seria muito importante:

”É extremamente importante. Fomos a primeira empresa a aceitar o cartão do benefício no caixa. Ajustamos o nosso sistema para aceitar o cartão da Caixa. Quando você está na loja, vê o quão isso é importante para a necessidade básica. Foi fundamental e é fundamental continuar. Não sei até onde vai a capacidade do governo para ajudar as pessoas.”

”Achei muito sensível e muito rápida a resposta da máquina pública. Acredito sim em uma recuperação mais rápida se cada um contribuir. Nós contratamos 5 mil pessoas (desde o início da pandemia). Na quinta-feira (18), inauguramos uma loja nova em Picos, no Piauí, com 350 empregos diretos.”

Prorrogação do Auxílio emergencial

Durante a 34ª Reunião do Conselho de Governo que ocorreu no início de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses, sendo a 4ª e 5ª parcelas.

Em outra ocasião, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues também divulgou informações sobre os pagamentos do auxílio emergencial. Segundo Rodrigues, uma eventual prorrogação do auxílio emergencial por mais dos meses deve elevar o custo do programa para um valor entre R$ 202 bilhões e R$ 203 bilhões.

Quem tem direito ao auxílio emergencial de R$ 600?

  • Primeiramente, trabalhadores informais de qualquer tipo, inclusive intermitentes;
  • Inativos
  • Desempregados;
  • MEIs (microempreendedores individuais);
  • Contribuintes individuais da Previdência;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (ou seja, R$ 3.135) ou com renda per capita (por membro da família) de até meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Quem teve rendimentos tributáveis de até R$ 28.559,70 em 2018 (conforme declaração do Imposto de Renda feita em 2019);
  • Lembrando que para ter direito ao Auxílio Emergencial é preciso ter mais que 18 anos, exceto para mães adolescentes.

Qual o valor do benefício?

Os beneficiários deverão receber o valor de R$ 600 por mês, durante 3 meses. Entretanto, cada família pode receber, no máximo, dois auxílios, totalizando R$ 1.200. Contudo, lembramos que uma mulher chefe de família tem direito a receber R$ 1.200 de Auxílio Emergencial. Além disso, lembramos novamente que beneficiários do Bolsa Família não poderão receber os dois benefícios acumulados, portanto receberá apenas o auxílio de maior valor.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Beto Chagas via Shutterstock

Sobre o Autor

Cássio Coelho

Redator

Redator do site Optclean tecnologia, Seu Crédito Digital e Co-Fundador do site Portal do Gremista. Entusiasta de tecnologia, internet das coisas e fintechs.

Ver todos os artigos