Author - Cássio Coelho

Existe cartão de crédito que não consulta SPC e Serasa?

Existe cartão de crédito que não consulta SPC e Serasa?

O dinheiro cada vez é menos utilizado, inclusive aqui no Brasil. Na China, o dinheiro está se tornando obsoleto, e poderá desaparecer nos próximos anos, com o avanço dos pagamentos digitais. Portanto, todo mundo quer ter um cartão de crédito. Acontece que a maioria deles são direcionados para pessoas que não estão negativadas. Afinal, é possível conseguir um cartão de crédito que não consulta SPC e Serasa? Confira.

É provável que você também goste:

Como solicitar e quem pode ter o cartão de crédito zero anuidade Nubank?

Diretor do BNDES renuncia após Bolsonaro ameaçar presidente do banco.

Negativação indevida no SPC e Serasa? Limpe o nome e recupere o score de crédito.

Atualmente, as pessoas utilizam o cartão de crédito para compra de passagens aéreas, no pagamento da mensalidade dos serviços de Streaming, e nas compras diárias no supermercado.

Se você está á procura de um cartão de crédito que não consulta ao SPC e Serasa, saiba que não é tão fácil assim de conseguir. Isso porque as empresas costumam fazer uma verificação junto aos Bureaus de crédito para saber se o cliente terá condições de arcar com as despesas.

Existe cartão de credito que não consulta SPC e Serasa?

Existem algumas opções para quem possui restrições no SPC e Serasa. Uma delas é o cartão de crédito pré-pago, que iremos falar logo a seguir.

Cartão de crédito pré-pago

Os cartões pré-pagos podem ser uma excelente opção para quem está recuperando a sua saúde financeira. Isso porque ele não traz nenhuma surpresa juntamente com a fatura do final do mês, pois você precisa recarregá-lo para utilizar.

Ao solicitar o seu cartão pré-pago, não é feita nenhuma consulta aos órgãos de proteção ao crédito. Dessa forma, tendo pelo menos dezoito anos completos e um número de CPF válido, é possível adquirir um cartão desta modalidade. Confira este artigo que publicamos anteriormente, e escolha entre 5 opções.

Cartão de crédito consignado

O cartão de crédito consignado é voltado para aposentados, pensionistas e servidores públicos. A grande vantagem dele é o fato de não consultar SPC e Serasa e proceder com o desconto em folha de pagamento, diretamente no salário ou benefício do usuário.

Você também não tem como se endividar, pois terá como saber exatamente quanto pode gastar, e ao mesmo tempo qual o valor será descontado no próximo salário ou benefício. Atualmente, são várias opções de cartões de crédito consignado, confira alguns deles logo a seguir (Clique no link para ser direcionado:

Cartão BMG

Cartão Caixa Simples

Cartão Daycoval

Cartão Olé Consignado

Cartão PAN

Considerações finais

Infelizmente, não existe nenhum cartão de crédito que não seja pré-pago ou consignado para quem está com o nome negativado. O melhor a se fazer é começar agora mesmo com uma reeducação financeira, para que você possa se recuperar das finanças e consiga recuperar o seu score de crédito e voltar a ter a confiança do mercado, que tanto precisa. Somente depois disso, será possível conseguir crédito, e com melhores condições.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim, acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Bolsonaro autoriza execução da dívida da Globo em mais de R$ 1 bilhão de impostos sonegados?

Bolsonaro autoriza execução da dívida da Globo em mais de R$ 1 bilhão de impostos sonegados?

Nos últimos dias, passou a circular na internet uma informação de que o presidente Jair Bolsonaro autoriza execução da dívida da Globo, e que o valor estaria acima de R$ 1 bilhão em impostos sonegados. Será que essa informação realmente procede? Tire aqui as suas dúvidas.

É provável que você também goste:

Mega-Sena concurso 2160: confira as dezenas sorteadas

Como vai funcionar o saque das contas ativas do FGTS em 2019?

Mega-Sena pode pagar o segundo maior prêmio de 2019, veja como apostar

Bolsonaro autoriza execução da dívida da Globo em mais de R$ 1 bilhão de impostos sonegados?

Primeiramente, a informação está disponibilizada em um blog na plataforma WordPress. A notícia tem sido amplamente compartilhada.

Confira o texto da mensagem que circula online:

“Bolsonaro autoriza Execução da dívida da Globo de mais de R$ 1 Bilhão de impostos sonegados. A emissora tem 30 dias para efetuar o pagamento sob pena de ter os bens penhorados para o pagamento da dívida e perder a licença de transmissão podendo até sair do ar. O ato será publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira.”

Depois disso, o que mais tem é gente compartilhando essa “notícia” sobre a execução da dívida da Globo, Mas será que isso é real mesmo? Tire as suas dúvidas a respeito disso.

O site Boatos.Org foi atrás da informação, e inclusive já havia desmentido algo muito parecido com isso. Em janeiro de 2019, a falsa informação surgiu em um site que somente publica fake news, e mencionava um valor menor, R$ 358 milhões.

Este texto não consta em nenhuma fonte confiável e ainda cabe ressaltar que não cabe ao presidente da república determinar as execuções da Receita Federal.

A desinformação, que surgiu em janeiro de 2019, e voltou a circular nas redes nos últimos dias, tem origem em um processo administrativo da Receita Federal de 2006 que questionava os trâmites tributários da Globo. Entretanto, a ação foi arquivada porque os impostos foram pagos.

Portanto, a história de que Bolsonaro autoriza execução da dívida da Globo de mais de R$ 1 bilhão de impostos sonegados é falsa. A “notícia” é inclusive uma versão modificada de um boato que já foi desmentido lá no site.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim, acompanhe artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Cartão de crédito Multiplus Itaucard está com anuidade grátis em promoção

Cartão de crédito Multiplus Itaucard está com anuidade grátis em promoção

Eis que surge uma excelente oportunidade! Especialmente para aqueles que estavam à procura de um cartão de crédito onde podem acumular pontos sem pagar anuidade. É isso mesmo, não é pegadinha: o Cartão de crédito Multiplus Itaucard 2.0 Platinum MasterCard está disponível sem pagar anuidade e com um bônus de 5 mil pontos. Saiba mais.

É provável que você também goste:

O Cartão de Crédito Netpoints realmente vale a pena?

Trabalhador de carteira assinada já pode pedir demissão e sacar o FGTS?

Confira o extrato: Bradesco erra e debita valor já descontado de empréstimo.

Cartão de crédito Multiplus Itaucard está com anuidade grátis em promoção

Primeiramente, é importante ressaltar que para ganhar a isenção de anuidade é necessário gastar pelo menos R$ 4 mil nos três primeiros meses. Neste caso, a anuidade é inteiramente gratuita.

Para quem gastar ao menos R$ 2 mil por mês, conseguirá um desconto de 50% no valor da anuidade. Ou seja, fica em 12 parcelas de R$ 24. Os pontos ganhos como bônus serão depositados diretamente na conta da Multiplus, em até 30 dias do pagamento da terceira fatura.

Entre os benefícios do cartão de crédito Multiplus Itaucard 2.0 Platinum MasterCard, está a possibilidade acumular 2 pontos Multiplus a cada dólar gasto. Ademais, há um desconto de 30% na compra de pontos e poder parcelar em até 10 vezes as passagens aéreas da Latam.

A renda mínima necessária para solicitar o cartão Platinum é de R$ 7 mil. Contudo, existem opções mais acessíveis, como as seguintes.

Multiplus Itaucard 2.0 Gold:

Para quem possui renda a partir de R$ 2.500, condicionado a gastar pelo menos R$ 2 mil nos 3 primeiros meses e ganhar 4 mil pontos de bônus na Multiplus. O cartão oferece 1,6 pontos Multiplus por dólar gasto. Ademais, além do desconto de 30% na compra de pontos e parcelamento de passagens Latam em até 10 vezes.

Multiplus 2.0 Internacional

Este é o cartão mais acessível, e disponível para quem tem renda mensal superior a R$ 800 mensais. A anuidade gratuita é alcançada com gastos médios de mil reais. O cartão oferece ainda 1,3 ponto por dólar, que são depositados diretamente na conta da Multiplus.

Confira mais detalhes diretamente no site da promoção.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Superdica para aumentar o seu score com o cartão de crédito Nubank

Superdica para aumentar o seu score com o cartão de crédito Nubank

Se você possui um score de crédito baixo e está batalhando para aumentá-lo, vamos dar uma boa dica para você aqui neste artigo. Você sabia que é possível usar o seu cartão Nubank e ao mesmo tempo ir aumentando o seu score de crédito? Confira nossa superdica para aumentar o seu score.

É provável que você também goste:

Cartão de crédito Multiplus Itaucard está com anuidade grátis em promoção

Ao ser incluído no SPC e Serasa, você pode ter o cartão e outras linhas de crédito bloqueadas?

Governo pode liberar recursos do FGTS antes da reforma da Previdência.

Superdica para aumentar seu score de crédito com o cartão Nubank

A nossa Superdica para aumentar o seu score é fazer um pagamento antecipado do cartão de crédito Nubank e aumentar o limite de crédito que pode ser utilizado para fazer compras normalmente. Ou seja, o limite é somado ao limite total do seu cartão e pode ser utilizado na função crédito.

Com isso, mesmo que o limite do Nubank seja baixo, o pagamento antecipado é uma maneira de aumentar o seu limite. Ademais, ao mesmo tempo serve para aumentar o seu score de crédito. Isso acontece porque o Nubank não é um cartão pré-pago e a instituição vai informar todas as operações de crédito como se você tivesse um limite em utilização. Estes dados são informados no SCR do Banco Central.

Entretanto, para que o pagamento das suas contas sejam considerados no Score, é importante aderir o cadastro positivo. Essas informações podem ajudá-lo na construção do seu seu score de crédito.

E então, o que achou da nossa superdica para aumentar o seu score? Você já usa o pagamento antecipado e concentra todas as suas despesas no cartão de crédito Nubank? Deixe seu comentário logo abaixo.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Imagens: divulgação Nubank

Campanha da Caixa já renegociou dívida com desconto de até 90% de 125 mil negativados

Campanha da Caixa já renegociou dívida com desconto de até 90% de 125 mil negativados

Campanha da Caixa já renegociou dívida com desconto de até 90% de 125 mil negativados. A Caixa Econômica Federal lançou, em maio, uma campanha de renegociação com desconto de até 90%. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, mais de 125 mil pessoas renegociaram dívidas.

É provável que você também goste:

Seu salário pode ser descontado por atraso ou falta por causa da greve?

Saque de até R$ 998,00 do PIS/Pasep na Caixa e Banco do Brasil é até o fim do mês.

Greve contra a reforma da Previdência afetará funcionamento dos bancos, como pagar contas?

Campanha da Caixa já renegociou dívida com desconto de até 90% de 125 mil negativados

Segundo Guimarães, as negociações ficaram em torno de R$ 150 milhões, mas a expectativa é receber R$ 1 bilhão, até o final da campanha, que dura 90 dias.

São cerca de 3 milhões de clientes que podem regularizar os débitos com atraso acima e 360 dias, durante a campanha da Caixa. É importante ressaltar, no entanto, que a renegociação só é válida para pagamento à vista.

Desconto de até 90%

Os descontos variam de 40% a 90%, dependendo do tipo de crédito contratado e o tempo de atraso, Contudo, Guimarães informou que, na média, o desconto está em 82,78%.

Segundo o presidente do banco, a média dos pagamentos até agora é de até R$ 1 mil, mas a grande maioria paga de R$ 500 a R$ 600.

Campanha de renegociação de crédito imobiliário

Além disso, a Caixa anunciou, na semana passada, a renegociação de crédito imobiliário. Segundo o banco, a renegociações pode beneficiar 600 mil famílias devedoras, com potencial de alcance de 2,8 milhões de pessoas. Por fim, Guimarães informou que já foram realizados pedidos de renegociação referentes a 25 mil imóveis.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Comissão do Senado aprova saque de FGTS para mais trabalhadores

Comissão do Senado aprova saque de FGTS para mais trabalhadores

Comissão do Senado aprova saque de FGTS para mais trabalhadores – A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, na última quarta-feira (12), o projeto que permite o saque de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pelo trabalhador ou por seus dependentes acometidos por uma doença grave, degenerativa ou incapacitante em qualquer estágio (PLS 30/2018). Saiba mais.

É provável que você também goste:

Superdica para aumentar o seu score com o cartão de crédito Nubank

Comissão do Senado aprova saque de FGTS para mais trabalhadores

O projeto que foi apresentado pelo senador Paulo Paim (PT-RS), incluía apenas o mal de Parkinson e o Alzheimer entre as condições graves de saúde que admitem saque das contas vinculadas do fundo. Cabe ressaltar que a lei que regula a movimentação do FGTS (Lei 8.036, de 1990) já possibilita a liberação de recursos em casos de câncer, HIV ou doença terminal.

O relator, senador Flávio Arns (Rede-PR), elogiou a proposta. Contudo, ponderou que outras doenças ou condições de saúde graves, degenerativas ou incapacitantes também mereceriam tratamento similar. Ou seja, na visão do relator, não há como justificar a decisão de liberar o FGTS apenas para os doentes com Parkinson ou Alzheimer e não o fazer, por exemplo, para pessoas com esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica (ELA), doenças neurodegenerativas e incapacitantes que ainda não dispõem de tratamento efetivo.

Saque de FGTS para prolongar a vida do trabalhador

Flávio ainda considerou a necessidade de liberação de recursos do fundo enquanto puderem prolongar a vida do trabalhador:

“Entendemos que é mais racional e justo permitir que essa liberação ocorra quando os recursos ainda puderem prolongar a existência do trabalhador, melhorar sua qualidade de vida e minorar seu sofrimento”, destaca o relator no seu parecer.

Essa linha de raciocínio acabou norteando suas duas emendas que foram adicionadas ao texto. Portanto, Flávio Arns sugeriu alteração para garantir o saque do FGTS ao trabalhador ou dependente acometido por doença ou condição grave, degenerativa ou incapacitante, em qualquer estágio de sua evolução, e não apenas na fase terminal. A lista das enfermidades contempladas será feita por regulamento. A outra emenda foi para ajustar a ementa do projeto.

— Esse projeto é elogiável. É preciso lembrar que o dinheiro do fundo é dinheiro dos próprios trabalhadores — declarou o relator.

O projeto do saque de FGTS tramitava em decisão final na CAS. Contudo, se não houver recurso para o Plenário, seguirá direto para a análise da Câmara dos Deputados. Entretanto, a Presidência do Senado requisitou o envio à Secretaria Geral da Mesa (SGM) de projetos em tramitação na Casa que tratem de saque do FGTS.

Audiências

Também foi aprovada a realização de uma audiência pública em conjunto com a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). As senadoras Soraya Thronicke (PSL-MS) e Daniella Ribeiro (PP-PB) desejam debater o projeto que altera a legislação que protege a pessoa com transtorno do espectro autista (PL 1.712/2019).

Outro requerimento aprovado prevê uma audiência pública para debater a síndrome do X frágil. A sugestão é do senador Styvenson Valentim (Pode-RN), que presidiu a reunião. A comissão ainda aprovou a inclusão de mais convidados para uma audiência que vai debater o projeto que veda as dispensas coletivas. Com a ressalva da previsão em acordo coletivo ou convenção coletiva de trabalho (PLS 132/2018).

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Via Senado

Saiba qual a maneira mais vantajosa de fazer um empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa

Saiba qual a maneira mais vantajosa de fazer um empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa

Ninguém está livre de precisar de dinheiro, para reformar a casa, para trocar de carro, fazer aquela viagem dos sonhos, ou simplesmente para pagar as contas. E isso pode ser pior ainda, como ter restrições no CPF que impedem de se conseguir melhores taxas de juros. Se você está precisando de dinheiro, e tem restrições no seu nome, saiba qual a maneira mais vantajosa de se fazer um empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa aqui neste artigo.

É provável que você também goste:

Itaú agora permite comprar dólar e euro pelo app sem cobrança de tarifas.

Next chega a 1 milhão de clientes mas não pretende substituir bancos tradicionais.

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs.

Saiba qual a maneira mais vantajosa de fazer um empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa

Primeiramente, existem várias opções por aí para se fazer um empréstimo sem consulta. Algumas empresas disponibilizam essa possibilidade com relativa facilidade, mas com altas taxas de juros, como a Crefisa e a Simplic. Contudo, existem melhores opções de empréstimos.

Fazer um empréstimo sem consulta com garantia

Sem dúvidas, o melhor a se fazer é optar pelo fazer um empréstimo sem consulta com garantia. Isso porque a instituição financeira tem muito mais segurança de que vai receber o dinheiro, pois você deixará o seu salário (no caso do consignado), ou um bem em garantia para o banco.

Neste caso, o empréstimo consignado, o empréstimo com garantia de imóveis e o empréstimo com garantia de veículos são as melhores opções. Entretanto, é preciso procurar pela instituição que ofereça as menores taxas de juros, jamais aceite a primeira opção.

Outra modalidade de empréstimo que pode ser enquadrado como garantia, é o Penhor da Caixa, que inclusive você poderá obter maiores informações aqui neste artigo.

Dica de empréstimo

A fintech Bom Pra Crédito trabalha com empréstimo pessoal e com garantia de imóveis e de veículos. Através de um cadastro que pode ser feito diretamente no site, você será conectado a mais de 30 diferentes parceiros, e poderá decidir por qual deles optar.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Bolsa Família pode acabar sem crédito suplementar, diz Bolsonaro

Bolsa Família pode acabar sem crédito suplementar, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (08), que caso o Congresso não aprove um crédito suplementar no valor de R$ 248,9 bilhões de reais, programas sociais como o Bolsa Família, Pronaf e o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência poderá ser ser suspenso nas próximas semanas. De acordo com Bolsonaro, o Bolsa Família pode acabar sem crédito suplementar.

É provável que você também goste:

Presidente da Caixa diz que já está tudo pronto para liberar o saque do FGTS.

WoW: Cliente do Nubank se estressa em compra de ingresso e recebe kit para cinema em casa.

Você no Azul Caixa: limpe seu nome no SPC e Serasa pela internet.

Bolsa Família pode acabar sem crédito suplementar, diz Bolsonaro

“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra.

Acredito na costumeira responsabilidade e patriotismo dos deputados e senadores na aprovação urgente da matéria.”, escreveu Bolsonaro em seu perfil do Facebook e Twitter neste sábado, dia 8.

Neste domingo, o presidente Jair Bolsonaro criticou vice-líder do PT, que fez oposição ao PLN 4:

Na última quarta-feira (05), o governo teve uma tentativa fracassada de votar a proposta na Comissão Mista de Orçamento (CMO) fracassou. Contudo, uma nova sessão foi marcada para a próxima terça-feira (11). O governo está esperançoso que seja aprovada.

A Constituição federal proíbe a realização de operações de crédito (emissão de títulos públicos) para pagamento de despesas correntes. Isso impactará diretamente salários e benefícios sociais. A chamada regra de ouro só pode ser contornada através de créditos suplementares ou especiais com finalidade específica e aprovados pelo Congresso por maioria absoluta. Para isso, são necessários pelo menos 257 deputados e 41 senadores. Sem essa autorização, o presidente da República pode cometer crime de responsabilidade fiscal.

Bolsa Família pode acabar, como outros programas

O objetivo do PLN 4/2019 é buscar essa autorização. Ou seja, sem ela, já neste mês de junho faltará dinheiro para cobrir as despesas obrigatórias listadas no projeto de crédito suplementar, sustenta o governo. A maior parte (R$ 201,7 bilhões) corresponde a benefícios previdenciários, como pensões e aposentadorias. Na continuidade, o texto trata ainda de Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Plano Safra, entre outros itens.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

As informações são da revista Veja.

Benefícios para idosos e pessoas com deficiência podem ser suspensos sem aprovação do crédito suplementar

Benefícios para idosos e pessoas com deficiência podem ser suspensos sem aprovação do crédito suplementar

O Governo Federal solicitou ao Congresso autorização para operação de crédito suplementar para pagamento de benefícios previdenciários urbanos e outras despesas correntes. Ou seja, são necessários mais de R$ 200 bilhões para que o governo possa honrar o os pagamentos.

É provável que você também goste:

BMG lança cartão e conta digital gratuita para torcedores do Vasco

Benefícios para idosos e pessoas com deficiência podem ser suspensos sem aprovação do crédito suplementar

O governo federal enviou ao Congresso Nacional o PLN 4/2019. Ele pede aos parlamentares autorização para o Executivo realizar operação de crédito suplementar para pagar benefícios previdenciários urbanos e outras despesas correntes, no valor total de R$ 248,9 bilhões. O projeto é o 6º item da pauta de votações da sessão do Congresso Nacional. A pauta está marcada para a próxima terça-feira (11), a partir das 14h. Antes de votar o crédito, os parlamentares terão que concluir a votação de cinco vetos presidenciais.

O presidente Jair Bolsonaro publicou neste sábado (08) na sua página do Facebook sobre a possível suspensão do pagamento de benefícios:

A Constituição federal proíbe a realização de operações de crédito (emissão de títulos públicos) para pagamento de despesas correntes. Ou seja, como salários e benefícios sociais. A chamada regra de ouro só pode ser contornada por meio de créditos suplementares ou especiais com finalidade específica e aprovados pelo Congresso por maioria absoluta. Portanto, são necessários pelo menos 257 deputados e 41 senadores. Sem essa autorização, o presidente da República pode cometer crime de responsabilidade fiscal

O objetivo do PLN 4/2019 é buscar essa autorização. Ou seja, sem ela, já neste mês de junho faltará dinheiro para cobrir as despesas obrigatórias listadas no projeto de crédito suplementar, sustenta o governo. A maior parte (R$ 201,7 bilhões) corresponde a benefícios previdenciários, como pensões e aposentadorias. Na continuidade, o texto trata ainda de Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Plano Safra, entre outros itens.

Vetos

VET 11/2019

O VET 11/2019 invalidou totalmente o PLS 188/2017, que não foi transformado em lei. Esse projeto isenta de reavaliação da perícia médica do INSS a pessoa com HIV/aids que recebe benefícios de aposentadoria por invalidez. Caso você não saiba, atualmente, os aposentados por invalidez podem ser convocados para reavaliação das condições que motivaram a aposentadoria. Portanto, se o veto for derrubado, a íntegra do projeto será transformado em lei.

VET 40/2018

Por outro lado, o VET 40/2018 cancelou dez dispositivos da lei originada da MP 843/2018, que criou o novo programa de incentivos fiscais para montadoras de veículos automotores no país, o Rota 2030 (Lei 13.755, de 2018). Um dos trechos vetados previa a suspensão da cobrança do IPI de matérias-primas e componentes de automóveis de origem estrangeira importados diretamente pela empresa montadora. Dos 13 dispositivos vetados, o Congresso manteve 9 e derrubou 2 na sessão da quarta-feira (5). Restaram apenas 2 dispositivos destacados para serem votados separadamente.

VET 3/2019

Também está na pauta o VET 3/2019, que atingiu 12 dispositivos da MP 851/2018, transformada na Lei 13.800, de 2019. Ela regula a criação de fundos patrimoniais com o objetivo de arrecadar, gerir e destinar doações de pessoas físicas e jurídicas privadas a programas, projetos e demais finalidades de interesse público. Onze itens tiveram seus vetos mantidos pelo Congresso. Faltando apenas um dispositivo para ser votado separadamente. Ou seja, o que autoriza que as fundações de apoio de universidades e demais centros de ensino e pesquisa sejam equiparados às organizações gestoras de fundo patrimonial.

VET 8/2019

O VET 8/2019 derrubou trecho da Lei 13.810, de 2019. Ele regulamenta o cumprimento de sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. O trecho destacava que sanções relativas a terrorismo, financiamento de terrorismo e proliferação de armas de destruição em massa deveriam ganhar procedimento preferencial e sigiloso para sua homologação por parte do Executivo.

VET 14/2019

Também deve ser votado o VET 14/2019, à Lei 13.831, de 2019. O veto cancelou o item que anistia as devoluções, as cobranças ou as transferências ao Tesouro Nacional. Que tenham como causa as doações ou contribuições a partidos feitas em anos anteriores por servidores públicos que exerçam função ou cargo público de livre nomeação e exoneração, desde que filiados a partido político.

Enfim, gostou do artigo?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Quais as vantagens do Cartão Caixa Simples sem consulta ao SPC/Serasa?

Quais as vantagens do Cartão Caixa Simples sem consulta ao SPC/Serasa?

O Cartão Caixa Simples é um dos mais recentes lançamentos da Caixa Econômica Federal. Na bandeira Elo, ele foi lançado especialmente para aposentados e pensionistas do INSS, e posteriormente deverá ser disponibilizado para servidores públicos. Saiba mais.

É provável que você também goste:

Cartão Caixa Simples consignado dá para solicitar pela internet?

Quais as vantagens do Cartão Caixa Simples sem consulta ao SPC/Serasa?

Primeiramente, o cartão é voltado para aposentados ou pensionistas do INSS, com menos de 75 anos de idade. Ele possui as mesmas facilidades de um cartão de crédito convencional. Ou seja, você pode utilizá-lo normalmente para realizar as suas compras em lojas físicas e na internet, seja aqui no Brasil ou até mesmo no exterior.

Quais as vantagens do cartão Caixa Simples

Dentre as suas principais vantagens em relação a outros cartões que existem por aí, podemos elencar:

Zero anuidade

Você tem isenção de anuidade, da mesma forma que cartões muitos famosos de fintechs como Nubnak. Além disso, somente paga a tarifa de R$ 15 para emitir o cartão, que pode ser parcelado em até 3 vezes diretamente na fatura.

Faturas com desconto em folha de pagamento

Uma das maiores vantagens deste cartão é o fato de poder se programar. Ou seja, você terá o desconto em folha, sem a necessidade de perder tempo com o pagamento de faturas.

Taxas em juros

As taxas de juros deste cartão são bem mais em conta que os cartões convencionais. Ou seja, você paga até 3 vezes menos, o equivalente a apenas 2,85% ao mês para o uso do rotativo.

Sem consulta ao SPC e Serasa

O cartão Caixa Simples não tem burocracia. Contudo, se você possui débitos com a Caixa Econômica Federal, é necessário regularizar antes de contratá-lo.

Check-up do Lar

Você pode contar com um profissional especializado para fazer pequenos reparos na sua casa. Ou seja, como revisões elétricas e hidráulicas, instalação de prateleiras, cortinas e persianas, limpeza de caixa d’água e outros, podendo acionar o serviço até três vezes ao ano.

Clube Elo Mania Caixa

Quem possui o Cartão de Crédito Caixa Simples tem acesso a diversos produtos e serviços com desconto.

Restrições do cartão

Como o cartão Caixa Simples é consignado, você precisa ter menos de 75 anos e possuir um benefício no INSS, como pensão ou aposentadoria.

Como solicitar

Para solicitar o seu cartão Caixa Simples, é necessário ir presencialmente até uma agência da Caixa Econômica Federal. Você precisa levar seu RG, CPF, comprovante de residência e extrato de benefício.

Enfim, gostou do artigo?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.