Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pronampe: Senado aprova projeto que torna linha de crédito permanente

Em 2020, programa ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos

0

O governo aprovou no final desta semana, o projeto que torna permanente o programa nacional de apoio às pequenas empresas, conhecido como Pronampe.

De acordo com o Ministério da Economia, em 2020, o governo entregou mais de R$ 37 bilhões em financiamentos para quase 520 mil micro e pequenos empresários. No caso dos empréstimos, o prazo máximo para pagamento da primeira parcela pode passar de oito para onze meses.

No entanto, é importante dizer que essa prorrogação, que agora foi aprovada, não é automática, nem garantida. Ou seja, a empresa precisa entrar em contato com o banco com o qual realizou o empréstimo e solicitar o adiamento. Com isso, o banco deve decidir se aceita ou não o pedido.

É provável que você também goste:

Confira o Calendário do Bolsa Família em março de 2021

Como fazer empréstimo no PicPay, o queridinho do BBB21?

Saiba mais sobre os empréstimos feitos pelo Pronampe

O governo criou o programa no ano passado, para ajudar empresas de pequeno porte durante a crise causada pela pandemia de covid-19. Dessa forma, os próprios bancos ofereceram o dinheiro, mas com garantia de um fundo público. Portanto, a concessão de empréstimos aconteceu em 2021, e agora os empresários têm que pagá-los.

Contudo, as empresas pediram mais prazo. Essa prorrogação da carência já era uma reivindicação de empresários, pois os clientes que pegaram financiamentos no início do programa têm que começar a pagar as parcelas em março.

Contudo, com o agravamento da pandemia de covid-19, muitos afirmam que não têm condições de honrar esses pagamentos no momento.

Programa já ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos

Até então, o Pronampe ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos para que empresas pudessem fazer investimentos ou pagar despesas operacionais. Hoje, os empréstimos têm prazo mínimo de pagamento de 36 meses.

Assim, com a prorrogação da carência, os empresários podem, em um momento de dificuldade financeira, ter mais tempo para iniciar esses pagamentos.

Esta foi apenas uma entre as medidas econômicas que o governo criou para diminuir os impactos da pandemia na economia.

Muitas delas terminariam no início de 2021, mas com a situação das contaminações se agravando, e o lento processo de vacinação no país, o governo está precisando estender ou atualizar muitas dessas medidas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Krakenimages.com/shutterstock.com

Comentários
Carregando...