Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Simples Nacional: Receita prorroga prazo para negociar dívidas

Inscrição ao programa pode ser feita até esta sexta-feira (3).

0

O prazo para adesão ao Programa de Reescalonamento do Simples Nacional, o Relp, se encerraria nesta terça-feira (31), mas o governo decidiu prorrogar. Agora, segundo a Receita Federal, a inscrição ao programa pode ser feita até esta sexta-feira (3).

Na prática, o Relp permite parcelar todas as dívidas apuradas pelo Simples Nacional até o mês de fevereiro de 2022. Para quem deseja participar, a adesão pode ser feita pelo e-CAC, disponível no site da Receita Federal ou pelo Portal do Simples Nacional. Então, para saber mais, confira a seguir.

É provável que você também goste:

Receita regulamenta o Relp: veja como microempresas podem parcelar dívidas

Receita Federal alerta sobre o novo golpe da falsa restituição do IR 2022

Confira como renegociar dívida de carnê de loja

Simples Nacional: Receita prorroga prazo para negociar dívidas

De acordo com a Receita, as empresas poderão fazer o pagamento com o Relp em até 180 vezes. Além disso, o programa oferece a chance de uma diminuição de até 90% das multas e juros, dependendo de quanta receita a empresa perdeu entre março e dezembro de 2020. O programa também inclui parcelamentos rescindidos ou em andamento.

Vale lembrar que que o Relp permite o parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas, inclusive de microempreendedores individuais.

A Receita também lembra que, no caso do parcelamento de débitos já inscritos em Dívida Ativa da União, você deve negociá-los com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Por fim, de acordo com as regras, o maior desconto vai para quem teve a receita bruta reduzida em 80% ou mais, paga 1% da dívida total, sem redução, em até 8 vezes. O restante pode ser parcelado em até 180 vezes, com 90% de desconto sobre multas e juros.

Já para quem não teve nenhuma perda, paga 12,5% da dívida total, sem redução, em até 8 vezes (até novembro) e o restante parcelado em até 180 vezes, com 65% de desconto sobre multas e juros.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar