Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cuidado: rotativo do cartão de crédito agora é pior que o cheque especial!

0

De acordo com dados divulgados hoje (27) pelo Banco Central do Brasil, os clientes de bancos pagaram mais juros no rotativo do cartão de crédito do que no cheque especial. A taxa de juros do cheque especial caiu 11,8 pontos percentuais em agosto, comparando a julho, chegando a 306,9% ao ano. Em 2019, os juros do cheque especial caíram 5,7 pontos percentuais.

É provável que você também goste:

Banco Original agora permite cancelamento de conta via chat com poucos cliques.

Bancos serão obrigados a encerrar contas dos clientes em até 30 dias.

Seja membro

Sesi abriu centenas de vagas de emprego até para quem não tem experiência em site pelo WhatsApp?

Cuidado: rotativo do cartão de crédito agora é pior que o cheque especial!

Cheque especial

Apesar de estar menor, o cheque especial deve ser evitado pelas famílias, pois a taxa é ainda a mais cara entre as modalidades de crédito. O Banco Central recomenda que se utilize somente em último caso, em uma situação realmente emergencial.

Outra situação que favoreceu os correntistas é uma medida que foi implementada no ano passado. Com as novas regras, sempre que os correntistas utilizarem mais de 15% do limite do cheque especial ao longo de 30 dias, passaram a receber a oferta de um parcelamento, com taxa de juros menores que a desta modalidade de crédito.

Rotativo do Cartão de crédito

O rotativo do cartão de crédito ocorre quando o cliente deixa de pagar o valor integral da fatura, sendo que dura 30 dias. Após este prazo, as instituições financeiras parcelam a dívida. Se não houver uma negociação, essa dívida pode se transformar em uma verdadeira bola de neve.

A taxa média do rotativo do cartão de crédito subiu 6,9 pontos percentuais em relação a julho, chegando a 307,2% ao ano. A taxa média é composta com dados tanto de consumidores adimplentes quanto pelos inadimplentes. De acordo com o chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central do Brasil – Fernando Rocha, a taxa subiu por efeito dos juros de duas instituições financeiras.

Para os clientes adimplentes, que pagam pelo menos o valor mínimo da fatura em dia, a taxa chegou a 289% ao ano, enquanto que para os clientes que não pagaram ou atrasaram o pagamento mínimo da fatura, a taxa de juros subiu para 319,6% ao ano, o equivalente a um aumento de 7,7 pontos percentuais.

Dica

Por fim, fica a dica: fique longe do cheque especial e sempre pague as faturas do seu cartão de crédito em dia, mesmo que você tenha outras contas a pagar e o dinheiro não tenha chegado ao final do mês. Atualmente, existem opções para pagar boleto com cartão de crédito, o que pode dar um alívio nas finanças.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.