O saque emergencial do FGTS é um dos assuntos mais discutidos dos últimos dias. Isso porque a possibilidade de movimentar esse dinheiro servirá como apoio a milhares de pessoas que tiveram suas rendas diminuídas ou afetadas durante a crise causada pela pandemia. Portanto, a Caixa informou que irá abrir poupanças digitais automáticas para saque emergencial do FGTS.

No sábado (13), o governo publicou uma medida provisória (MP) que autoriza a abertura automática de poupanças digitais da Caixa Econômica Federal. Assim, todos os trabalhadores que possuem conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão receber até R$ 1.045,00 de seu saldo disponível. Em seguida, a Caixa divulgou o calendário de pagamento do FGTS. Segundo o banco, a estimativa é que 60 milhões de pessoas tenham direito ao saque. Ao todo, cerca de R$ 37,8 bilhões serão transferidos.

É provável que você também goste:

Receita começa a comunicar empresas que podem pegar crédito do Pronampe

FGTS emergencial terá saques limitados pela Caixa para evitar filas e escassez de dinheiro

Santander vai demitir 20% dos funcionários no Brasil durante a pandemia?

Como funcionará o saque emergencial do FGTS pela conta digital

Segundo a nova MP, o dinheiro do FGTS ficará disponível na conta digital da Caixa até o dia 30 de novembro. Assim, estará livre para ser sacado pelo beneficiário. Entretanto, caso não seja feita nenhuma movimentação até essa data, os recursos voltam para o saldo do trabalhador. Os depósitos para o saque emergencial do FGTS começam em 29 de junho e seguem até 21 de setembro, sempre de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

As contas digitais já são conhecidas por terem sido a solução encontrada para o pagamento do Auxílio Emergencial. Agora, com a criação da MP 982/2020, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o uso das contas digitais também será ampliado para o saque emergencial do FGTS, além do depósito de diversos benefícios sociais e emergenciais, inclusive por governos estaduais e municipais.

Objetivo da Caixa é evitar aglomerações durante pandemia

Ainda segundo a Medida, não será feita a cobrança de nenhuma tarifa para realização do saque emergencial do FGTS ou pelo uso da poupança digital automática. Além disso, os beneficiários poderão realizar ao menos uma transferência eletrônica gratuita por mês, podendo transferir o valor para outras contas. Essa é uma alternativa para o saque emergencial do FGTS, evitando aglomerações. O limite de movimentação será de, no máximo, R$ 5 mil por mês.

Por fim, a Caixa reitera que a abertura automática dessa contas digitais serve, como já explicamos, para evitar aglomerações. Dessa forma, não é necessário o deslocamento até agências físicas para realizar o saque emergencial do FGTS. Por meio de uma nota, o banco declarou, sobre o assunto: “o momento atual exige distanciamento social como medida de prevenção à covid-19”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: cesarvr/shutterstock.