Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Já está liberado o saque triplo do PIS; veja como funciona

Valores se referem aos saques que podem ser feitos por três diferentes grupos.

0

Trabalhadores que tem direito ao PIS já estão aptos a receber os valores do programa. Isso porque a Caixa Econômica Federal iniciou no fim do mês passado os três pagamentos do abono para quem tem direito.

Trata-se do PIS triplo, valores que se referem aos saques que podem ser feitos por três diferentes grupos. Então, para saber mais sobre o saque triplo do PIS e como funcionam os pagamentos, confira a seguir.

É provável que você também goste:

Não recebeu abono do PIS/Pasep? Veja como entrar com recurso

Quando o governo vai liberar o abono PIS/Pasep referente a 2021?

Quase 500 mil pessoas ainda não sacaram o abono do Pis/Pasep; veja como fazer

Já está disponível o saque triplo do Pis, veja como funciona

Assim, o abono salarial do PIS Pasep com ano base 2020 está disponível para os funcionários que trabalharam com carteira assinada no ano de 2020. O valor é referente a um salário mínimo e pode ser essencial para complementar renda de milhares de brasileiros.

Além do PIS 2020, também é possível sacar mais dois valores. Um deles referente ao ano base 2019, e a cota do fundo PIS Pasep, que abrange o período de trabalho anterior à 1988. Cada grupo possui alguns critérios para que seja possível fazer a retirada dos valores do abono salarial. Confira a seguir:

1. Abono do PIS/Pasep 2020:

  • Estar inscrito no programa PIS/Pasep ou no CNIS há, no mínimo, cinco anos;
  • Ter trabalhado para empresas que contribuem para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) ou o Programa de Integração Social (PIS);
  • Recebido até dois salários-mínimos médios de remuneração por mês no tempo trabalhado.
  • Ter exercido atividade remunerada, durante, no mínimo, 30 dias consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Além disso, é preciso possuir as informações corretamente informados pelo empregador (Pessoa Jurídica/Governo) na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no eSocial.

2. Abono salarial de 2019

  • Estar cadastrado no PIS/Pasep há, no mínimo, cinco anos (levando em conta os anos anteriores a 2019);
  • Ter recebido remuneração por mês de até dois salários mínimos em 2019;
  • Ter atuado em atividade remunerada por, no mínimo, 30 dias em 2019.

3. Cotas do PIS/PASEP

Por fim, este valor está parado em diversas contas do FGTS e pode ser consultado aplicativo oficial do Fundo (Android e iOS) ou pelo site, além do site e agências da Caixa. Herdeiros de trabalhadores já falecidos também podem resgatar os valores.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Leonidas Santana / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar