Está circulando de maneira viral uma mensagem nas redes sociais que afirma que se o trabalhador sacar os R$ 500 do FGTS, relativo às contas ativas ou inativas, opta automaticamente em receber o Saque Aniversário, e ficará sem acesso imediato ao saque-rescisão. Essa mensagem é fake. Entenda.

É provável que você também goste:

Com distribuição do lucro, FGTS pode ser mais rentável que a NuConta

Se o trabalhador sacar os R$ 500 do FGTS perde o direito ao saque-rescisão?

A própria Caixa esclarece que o saque de R$ 500 do FGTS não prejudica o direito do trabalhador ao saque-rescisão. Esta é uma modalidade de saque para aqueles casos de demissão sem justa causa. O calendário de pagamento dos valores, bem como os canais para o correspondente recebimento, como as demais informações devem ser divulgados nos primeiros dias de agosto de 2019.

Cabe ressaltar que o governo anunciou, que além da possibilidade do saque de R$ 500 do FGTS neste ano, haverá uma nova modalidade de saque do FGTS, o saque-aniversário. Neste caso, os trabalhadores que optarem pelo saque aniversário à partir de outubro de 2019, somente poderão sacar o valor correspondente à multa rescisória. Portanto, ele não perde o direito a multa de 40%, mas o FGTS somente poderá ser sacado aos poucos, de acordo com a sistemática do saque-aniversário.

Entretanto, essa nova modalidade de saque, não prejudica as demais modalidades de saque atualmente vigentes. Como por exemplo, o saque para aquisição de moradia própria, no caso de aposentadoria, ou doença grave. Confira todas as demais situações (18 motivos) em que o saque do FGTS é permitido.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.