Conforme informações da Caixa Econômica Federal, 10 milhões de brasileiros ainda estão na fila para aprovação do Auxílio Emergencial. De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa, esse grupo inclui pessoas que tiveram que refazer o cadastro no aplicativo pela segunda ou terceira vez. Os motivos para isso vão desde inconsistência nos dados até CPF irregular (como, por exemplo, caso de não comparecimento às eleições).

É provável que você também goste:

2 milhões de pessoas ainda não sacaram o auxílio emergencial

Mais beneficiários do Bolsa Família recebem os R$ 600 do Auxílio Emergencial

PagBank dá R$20 de bônus a quem abrir conta digital gratuita para receber auxílio emergencial e bolsa-merenda

10 milhões de brasileiros estão na fila para aprovação do Auxílio Emergencial

Perguntado sobre a demora na aprovação dos pedidos, Guimarães responsabilizou a Dataprev e o Ministério da Cidadania. Segundo o presidente da Caixa, a Dataprev cruza os dados e o Ministério da Cidadania autoriza o pagamento. Sendo assim, dos 101,2 milhões de cadastrados finalizados no sistema da Caixa, aproximadamente 60 milhões foram aprovados 30 milhões foram rejeitados.

Segundo Guimarães, “aqueles que estão em análise, 10% do volume do total, é uma resposta que nós não podemos dar porque quem realiza toda análise é a Dataprev e o Ministério da Cidadania. Mas de novo, dos 100 milhões de brasileiros, mais de 90% tiveram uma resposta definitiva, seja a grande maioria que recebeu o benefício, seja vários que não podem receber, como por exemplo, ganharam mais de R$ 28 mil em 2018. Então, não tem o que fazer”.

Quem perdeu o emprego a partir de abril terá que esperar mais

Muitas dúvidas que têm surgido são referentes a casos de trabalhadores que perderam o emprego a partir de 02 de abril. Caso essas pessoas cumpram os critérios para ter direito ao Auxílio Emergencial, elas ganharão o benefício, mas precisarão esperar mais:

Conforme Guimarães, “essas pessoas vão receber o seu benefício, mas o que pode acontecer é algum tipo de espera para que a Receita valide essa nova situação de desemprego. O importante é que até o dia 03 de julho nós iremos continuar cadastrando e encaminhando os dados para validação da Dataprev. Todas as pessoas que se cadastrarem até essa data terão a possibilidade de receber as três parcelas.”

Ontem (19), a Caixa começou uma nova leva da pagamentos da primeira parcela do Auxílio Emergencial. Nessa leva, 8,3 milhões de pessoas foram aprovadas e receberão o benefício de acordo com o mês de nascimento. Enquanto isso, o pagamento da segunda parcela já está sendo feito, tendo iniciado pelos beneficiários do programa Bolsa Família.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: Brenda Rocha / Shutterstock.com