Na manhã desta quinta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro havia prometido o anúncio oficial sobre a liberação do FGTS ativo e inativo para todos os trabalhadores ainda nesta semana. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que ainda existem ajustes a serem debatidos pela equipe técnica do governo. Por este motivo, a previsão é que as regras sejam definidas até quinta-feira da semana que vem.

É provável que você também goste:

Caixa abre sábado e domingo para liberar recursos do FGTS e do PIS.

Empréstimo do Itaú é sem consulta ao SPC e Serasa.

Reforma da Previdência acabou com o seguro-desemprego, aposentadorias, PIS e outros benefícios?

Anúncio sobre saques do FGTS ativo e inativo fica para a próxima semana

“Os técnicos estão fazendo ajustes. Nós tomamos a decisão de que na semana próxima vai ser feita a apresentação da medida provisória que trata da questão do Fundo de Garantia e também do PIS/Pasep. Os dois serão apresentados conjuntamente, provavelmente quarta ou quinta da semana que vem, vai depender da agenda do presidente.” afirmou Onix Lorenzoni em entrevista à imprensa.

O anúncio seria feito durante o evento de comemoração dos 200 dias de governo. A liberação do saque das contas ativas e inativas do FGTS poderá ajudar consideravelmente no desempenho do mercado financeiro, que ainda sofre uma grave crise.

Entretanto, a pedido do ministro da Economia – Paulo Guedes, houve um recuo do governo na liberação dos recursos. O motivo é para que sejam preservados recursos da área de habitação. Ou seja, antes era previsto um valor de até R$ 42 bilhões. Todavia, foi efetivamente liberado cerca de R$ 30 bilhões de acordo com as regras.

Saques do FGTS ativo e inativo

Como o governo ainda não divulgou os valores, precisamos esperar para termos certeza. Entretanto, o mais provável é que o governo Bolsonaro libere o saldo das contas inativas com um ponto de corte, e também vai permitir que os trabalhadores saquem até 35% do saldo nas contas, de maneira proporcional ao valor contido nas mesmas. Ou seja, de maneira bem semelhante como havíamos divulgado, para quem possui até R$ 5 mil de saldo podem sacar 35%; trabalhadores com até R$ 10 mil podem sacar 30%; trabalhadores com saldo entre R$ 10 mil e R$ 50 mil não havia sido definido; e acima de R$ 50 mil somente 10% do total.

Para saber quanto provavelmente você pode retirar, basta aplicar o percentual sobre o saldo nas suas contas ativas do FGTS. Cabe ressaltar que ainda trata-se de uma hipótese, e é necessário aguardar o posicionamento oficial do governo.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Para assim continuar acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.