Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cuidado: acordos no Serasa Limpa Nome podem deixar restrição interna nos bancos

0

Você já deve ter ouvido falar no Serasa Limpa Nome. O site é um dos braços da empresa Serasa Experian, e funciona como uma plataforma de renegociação de dívidas, através da qual você pode conseguir descontos de até 95% dependendo da anuência dos parceiros. Para isso, você entra na plataforma, procura por eventuais pendências com as instituições e negocia diretamente, emitindo um boleto com desconto. Entretanto, não é bem assim. Você pode limpar o seu nome, mas um prejuízo ainda fica no seu histórico com determinada instituição. Entenda como funciona.

Leia agora:

Afinal, é mesmo seguro usar o cartão Nubank Contactless?

Cuidado: acordos no Serasa Limpa Nome podem deixar restrição interna nos bancos

Para um melhor entendimento, primeiramente os bancos esgotam todas as tentativas possíveis de receber uma dívida. Seja por assessoria de cobrança, por notificação extrajudicial e até por cobrança judicial. Entretanto, após passar cinco anos, nada mais pode ser feito, pois ocorre a prescrição da dívida. Para que eles não fiquem em prejuízo total, os bancos vendem as dívidas podres (como são chamadas), para empresas que tentam ganhar um lucro em cima da negociação.

Agora, imagine a situação. Você possui uma dívida bem antiga com o Banco do Brasil e verifica uma proposta da empresa Ativos SA lá dentro da Plataforma da Serasa Limpa Nome, o Limpa Nome Online, com 90% de desconto. Você emite o boleto, paga a dívida, mas vai continuar com o registro que deixou um prejuízo no Banco do Brasil. Este registro aparecerá no histórico do SISBACEN, um sistema do Banco Central do Brasil.

Como existe essa informação que você causou prejuízo no passado, muito provavelmente você não conseguirá crédito naquela instituição. Isso acontece em virtude de uma restrição interna. Provavelmente o banco não vai querer ter você novamente como cliente, pois tem a tendência de fazer isso novamente. Infelizmente, o banco tem o direito de fazer isso.

O que é recomendável fazer

Antes de decidir em negociar uma eventual dívida antiga que você deixou caducar, e não pagou por ela, o mais importante é tentar entrar em contato diretamente com a sua agência. Fale com o seu gerente, e verifique a possibilidade de pagar diretamente ao banco, desde que seja eliminada essa pendência. Isso não trará prejuízos futuros para você.

Normalmente, você vai precisar pagar o valor principal acrescido de juros e correção monetária. Entretanto, como o banco não tinha mais esperanças de receber, você pode negociar as melhores condições para efetuar este pagamento. Dessa forma, você elimina uma pendência que tinha com o banco, e ao mesmo tempo continua com crédito naquela instituição, pois a pendência deverá ser removida do SISBACEN.

Por fim, nem em todos os casos essa lógica se aplica. Caso seja uma negociação direta e com uma dívida recente, você pode tranquilamente fazer toda a negociação na plataforma da Serasa Limpa Nome. Atente-se apenas ao detalhe da restrição interna. Antes de pagar, verifique se essa restrição será eliminada.

Espero que tenha ajudado você com este artigo. Caso você tenha alguma contribuição adicional, ou até mesmo uma crítica com relação a este artigo, por favor deixe seu comentário logo abaixo. Até a próxima.

É provável que você também goste:

Next, concorrente do Nubank, vai se separar do Bradesco e será independente

Comentários
Carregando...