O Score do Serasa é uma ferramenta bastante utilizada pelas instituições que concedem crédito no Brasil. O mecanismo funciona da seguinte forma: a pontuação vai de 0 a 1000, sendo que quanto menos pontos, menor é a chance do consumidor pagar suas dívidas. Já se a pontuação for maior, a chance de que você pague também é maior. Portanto, obviamente que é mais vantajoso para as instituições financeiras concederem o crédito para o indivíduo com pontuação maior, porque o risco será menor. O Brasil é o nono maior mercado de cartões de crédito do mundo. Mesmo assim, muitas pessoas não conseguem um cartão de crédito. Entretanto, será que existe score mínimo para conseguir um cartão de crédito? Tire aqui as suas dúvidas.

Leia também:

Por que o Score da Serasa e da Boa Vista são diferentes?

Por que você está perdendo tempo e dinheiro em não aderir ao Nubank

A Nike está dando 3 mil tênis e camisetas grátis pelo seu aniversário?

Será que existe score mínimo para conseguir um cartão de crédito?

Existe score mínimo para conseguir um cartão de crédito?

score mínimo

O score mínimo para conseguir um cartão de crédito é um mito. Mesmo que o score do Serasa seja uma ferramenta bastante utilizada pelas instituições financeiras, ela nem sempre é a forma definitiva para ser aprovado. Até porque é até comum que pessoas com score alto tenham o seu pedido negado. Assim como até as pessoas com score baixo podem ser aprovadas.

No entanto, claro que ter um score maior fará com que a sua chance aumente consideravelmente. Só que esse não é o único critério, sendo que cada instituição tem as suas próprias particularidades.

SCR (Sistema de Informação de Crédito)

As emissoras de cartões de crédito utilizam outros tipos de ferramentas de análise. Uma delas é o SCR (Sistema de Informação de Crédito), diretamente do Banco Central do Brasil.

O que significa que as instituições têm acesso a outras instituições financeiras que concederam créditos a você. Ou seja, a consulta inclui os limites de cartões, empréstimos, cheque especial e as contas bancárias em que o consumidor é titular.

Além disso, elas podem fazer o levantamento via SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), SCP (Serviço de Proteção ao Crédito), CCF (Cadastro de Emitentes de Cheque sem Fundo) e ao próprio Serasa.

Dívidas permanecem no histórico

As instituições financeira possuem meios de descobrir se o consumidor tem alguma dívida em seu nome, e se ela foi paga. Isso significa que mesmo que você tenha quitado a dívida, o registro ainda estará lá.

Cabe ressaltar que as empresas fazem uma análise de risco e têm acesso ao histórico completo da vida financeira. Assim elas identificam as dívidas ativas e as que já foram quitadas. Portanto, mesmo que o consumidor esteja com o nome limpo, o seu histórico poderá ser considerado, o que possivelmente será decisivo para a reprovação do crédito.

Outro ponto que é levado em consideração é se você faz muitos pedidos de crédito no mercado. As instituições pesquisam o CPF do solicitante e conseguem ver quantas vezes ele foi em busca de crédito. Por isso, é importante não sair pedindo crédito a todo o momento, pois isso fará com que fique ainda mais difícil de conseguir o cartão.

Considerações Finais

Não existe um score mínimo, mas é muito importante pagar suas contas sempre em dia. Até porque, caso você seja uma pessoa que sempre atrase o pagamento das contas, o risco para o emissor de cartão de crédito será maior. É primordial também sempre tentar melhorar a pontuação do seu score para que as instituições vejam você como um bom pagador. Assim, mesmo que cada instituição financeira tenha os seus próprios critérios de aprovação, você, certamente, terá mais chances de obter o crédito.

Por fim, assista também um vídeo do nosso canal com algumas dicas para aumentar o seu score.

COMO AUMENTAR SEU SCORE – 6 DICAS para ser APROVADO em EMPRÉSTIMO E CARTÃO

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: TierneyMJ via shutterstock.com