Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mito ou verdade: Você não precisa pagar as dívidas após cinco anos?

Existe uma lenda de que não é necessário mais fazer pagamentos das dívidas após cinco anos. Será verdade?

0

Muita gente imagina que pode fazer uma grande dívida, não pagar, e depois de cinco anos a mesma acaba e ponto final. Porém, não é bem assim. Na verdade, após cinco anos a dívida não acaba, ela somente passa a não ser listada em serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

É provável que você goste também:

Score baixo? Saiba como melhorar o seu score e aumentar as chances de conseguir crédito

Como começar a investir o seu dinheiro no Banco Inter?

Cupom de desconto x cashback: Qual é melhor?

O número de brasileiros que possuem dívidas em atraso é gigantesco. A situação da pandemia, piorando o cenário econômico brasileiro, acabou deixando as coisas ainda mais difíceis.

Então, o que acontece com a dívida após cinco anos?

Após cinco anos de dívida sem pagamento, o seu nome sai do SPC ou Serasa, deixando a lista de negativados. Dessa forma, o seu score de crédito voltará a ser calculado sem se basear nesta dívida. Isso teoricamente, pois somente com o passar dos anos o seu score vai aumentando, de acordo com o seu comportamento financeiro.

Como fica a instituição que você deve?

A empresa poderá acioná-lo judicialmente para buscar receber os valores. A cobrança tem que ser feita de uma maneira respeitosa, sem constranger de nenhuma forma o devedor da quantia. Porém, mesmo assim é necessário obedecer um prazo, de acordo com o código civil.

Com cinco anos de dívida , veja os prazos em que você poderá ser cobrado na justiça.

  • 1 ano: Despesas de hospedagens, além de dividas de seguros;
  • 3 anos: Dívidas relacionadas a aluguéis de imóveis e empréstimos;
  • 5 anos: Dívidas de cartões de crédito, boletos, impostos, convênios médicos e cheque especial;
  • 10 anos: Dívidas de água, luz e telefone.

Porém, é fundamental ficar atento nas datas. Porque elas só valem caso você não tenha sido acionado judicialmente. Caso algumas empresas tenham aberto algum processo judicial contra você neste período, os prazos acabam.

Ficar com o nome negativado é um grande problema para você. Dificilmente terá crédito, não poderá fazer financiamentos, bem como compras no crediário, além de muitas outras consequências negativas.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

imagem: Luis Molinero / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -